Ana Lúcia Torre mergulha no espiritismo para compor nova personagem

Com novo penteado, a espírita Ana Lúcia Torre usa características da religião e se inspira em algumas mães para compor sua personagem de 'Amor Eterno Amor'

Publicado quinta 23 fevereiro, 2012

Com novo penteado, a espírita Ana Lúcia Torre usa características da religião e se inspira em algumas mães para compor sua personagem de 'Amor Eterno Amor'
Verbena (Ana Lúcia Torre) - TV Globo / Estevam Avellar

A personagem Verbena parece ter sido escrita especialmente para Ana Lúcia Torre (66). Com várias características em comum com seu novo papel, a atriz, que é espírita, exalta a religião como mais forte delas na hora de se preparar para o novo papel.

“Eu sou espírita. Para mim, é um grande prazer estar fazendo esse trabalho e, falando em termos de uma pessoa espírita, é prazeroso e me dá muita responsabilidade transmitir isso de uma forma absolutamente tranquila. Não existe diferença, para mim, entre um spírita, um católico ou um evangélico, por exemplo. Existe, sim, uma união em Deus”, revelou ao site oficial da trama.

Além da fé, o lado mãezona de Ana Lúcia também é parecido com o de Verbena que, na trama, irá procurar seu filho desaparecido. “O fato de o filho ter desaparecido não fez da Verbena uma mulher triste e amarga, muito pelo contrário: ela luta para revê-lo. Criou uma fundação que ajuda a recuperar crianças desaparecidas. Ela tem uma fé inabalável de que vai encontrar esse filho e de que ele está vivo. Embora todo mundo diga que depois de tantos anos sem ter notícias de Rodrigo é quase impossível encontrá-lo, ela não desiste de procurá-lo”.

Ana Lúcia teve que mudar de visual para a trama. O cabelo está mais curto e com cores bem distintas, entre elas o branco e tons de vermelho, e seu figurino possui peças elegantes e em tons neutros.

Ela ainda buscou em outras mães algumas referências. “Não fui em busca de uma mãe específica, mas tenho referências. Sou mãe, tenho uma mãe viva ainda, convivo com outras mães... Então, eu fui juntando um pouquinho de todas elas para formar Verbena”. E acrescentou, falando de sua dedicação ao herdeiro: “Eu tenho um filho e dois netos. A minha relação com eles é ótima, tenho uma amizade muito grande com meu filho”.

Mas o caminho de verbena promete ser cheio de obstáculos. Além da busca incessante pelo filho, ela, que é dona de um verdadeiro império da construção, irá despertar a inveja de seus familiares, como a irmã, Melissa (Cássia Kis Magro, 54), o cunhado, Dimas (Luis Melo, 64), e o sobrinho, Fernando (Carmo Dalla Vecchia, 41). Porém, em contrapartida, poderá contar com os amigos fieis: a governanta Teresa (Rosi Campos, 57) e os cozinheiros Antônio (Tony Tornado, 81) e Deolinda (Nica Bonfim, 56). “Ela tem criados leais, que estão juntos dela o tempo inteiro e fazem tudo por ela, porque é uma mulher extraordinária. Adorei saber que iria fazer esse papel. Para mim, é extremamente agradável fazer uma mulher assim: mostrar que as adversidades da vida podem fazer com que a pessoa não fique enclausurada em sua dor, mas transformar isso em um movimento interior para continuar vivendo e ajudar pessoas ao seu lado”, finalizou.

Amor Eterno Amor, nova novela das 6 da Globo, tem estreia prevista para 5 de março.

Verbena (Ana Lúcia Torre) / foto: TV Globo / Estevam Avellar
Verbena (Ana Lúcia Torre) / foto: TV Globo/Divulgação

Último acesso: 15 Jan 2021 - 11:50:18 (201185).

Leia também

TV CARAS