Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

AMIGAS, DE VERSACE PARA LEMBRAR GIANNI

BALÉ EM MILÃO PRESTA HOMENAGEM AO ESTILISTA DEZ ANOS DEPOIS DE SUA MORTE

Redação Publicado em 25/07/2007, às 15h03

Espetáculo para 1 500 convidados reuniu família, as modelos favoritas do designer e as estrelas de Hollywood que ele vestia
Espetáculo para 1 500 convidados reuniu família, as modelos favoritas do designer e as estrelas de Hollywood que ele vestia
Gianni Versace (1946-1997) deixou um legado - a grife que leva seu nome de família e assina produtos de luxo, perfumes, acessórios, vestidos e, mais até do que isso, um estilo de vida - e muita saudade. Por ocasião do décimo aniversário de sua morte, o designer italiano, assassinado diante de sua fabulosa casa em Miami no dia 15 de julho de 1997, recebeu homenagem de 1 500 amigos que se reuniram no teatro Scala, em Milão, para apresentação do balé Grazie Gianni con amore (Obrigado Gianni, Com Amor). O balé de dois atos foi criado pelo francês Maurice Bejart (80), coreógrafo para cujos espetáculos Versace desenhou figurinos. "Gianni era um verdadeiro artesão. Como os grandes criadores da Renascença, ele estava sempre em busca de novidades e da beleza", disse Bejart. Seu estilo sexy e ousado fez de Gianni um favorito entre celebridades. Natural, então, que a platéia estivesse lotada de presenças célebres, como a atriz Jessica Alba (26), suas modelos favoritas, como Naomi Campbell (37) e Claudia Schiffer (37), a atriz Liz Hurley (42), que ficou famosa por vestir como ninguém alguns modelos ousadíssimos de Gianni, e sua irmã, Donatella Versace (52), que assumiu o estilismo da grife após sua morte. O outro irmão, Santo (62), cuida da parte administrativa. Herdeira majoritária do tio, Allegra (21), filha de Donatella, ao completar 18 anos recebeu patrimônio estimado em US$ 500 milhões, que inclui uma vila no Lago Como, na Itália, e uma casa em NY. Seu irmão, Daniel (18), herdou a coleção de arte do tio. Milão está hospedando uma exposição dos croquis de seus figurinos para teatro e foi criada bolsa de estudos com seu nome no Instituto Europeu de Design. "A moda não era suficiente para Gianni. Ele amava também artes, música, história e dança", disse Donatella. FOTOS: FOTOS: REUTERS E AFP