Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Agatha Felix

Fase nova após separação

Redação Publicado em 28/11/2009, às 16h46 - Atualizado às 16h55

Agatha Felix - home
Agatha Felix - home
A busca por novos horizontes, mesmo na turbulenta fase de separação conjugal, move a estilista Agatha Felix (29). Após oito anos de casamento com o estilista Ricardo Almeida (54), ela agora precisa de tempo para estudar sua própria vida, refletir sobre o que já fez e o que ainda fará. Agatha quer iniciar carreira na televisão, sem abandonar, no entanto, suas funções de mãe de Ricardo (6) e Arthur (4), frutos do relacionamento que terminou. Apesar dos rumos, a morena continua circulando no mundo da moda e trabalhando com suas criações próprias. No Castelo de CARAS, em Tarrytown, a apenas 40 minutos de Manhattan, New York, Agatha falou sobre a superação, projetos e terapias para fugir dos momentos em que põe os pés no chão e pensa: "Agora sou somente eu". - Como terminou a relação? - Houve um desgaste muito grande. O Ricardo é um ótimo profissional, um ótimo pai. Mas nos tornamos grandes amigos e sócios na grife. Me senti castrada em alguns momentos porque me dediquei à família, à vida de esposa, à casa e aos filhos, apesar de sempre estar ao lado dele nos projetos do ateliê. O Ricardo é o melhor no que faz e eu o admiro. - Mas vocês continuam juntos nos negócios da moda? - No ateliê em São Paulo, trabalhamos juntos. Somos amigos, além de termos as crianças que nos ligam. Continuo com a criação infantil porque é o negócio em que estou há bastante tempo. E também tenho feito alguns trabalhos de consultoria em moda, com minhas clientes particulares. - Foi difícil? - Devo dizer que agora que terminamos todo o processo judicial estou mais leve. É difícil terminar. Como mulher, sei que tentei manter o casamento por mais tempo. A gente quer consertar o que acha que está errado, mas chega uma hora que a melhor coisa é tocar a vida em frente. - Quais os planos agora? - Quero viver. Saí de um noivado de três anos, comecei a namorar o Ricardo, daí me casei e tive filhos. Quero viver sozinha, idealizar minha vida. Quero ser mulher, ser mãe, ficar com meus pequenos. Adoro ser rígida com eles nos horários, na educação e ficar o tempo que puder juntos. Também quero ter meu cantinho, tanto pessoal quanto profissional, para arrumar do meu jeito, me organizar e ter minhas coisas próprias. - Como é sua vida como mãe com os seus filhos pequenos? - Eu prezo pela qualidade de vida. Sempre falei sobre isso com o Ricardo. Agora estou jogando tênis, outra paixão de minha vida, que me serve como terapia. E gosto de fazer esportes, malhação etc. - E com quem eles ficam? - O Arthur e o Ricardinho estão comigo. Ricardo os vê de 15 em 15 dias, mas, obviamente, por conta do nosso ótimo relacionamento, às vezes quebramos esta regra. De qualquer maneira, ele adora as crianças e tem colaborado para que nossas vidas continuem em um bom padrão. Meu foco agora é viver com meus filhos e comigo mesma. - Planos no amor? - Quero viver um grande amor novamente. Mas não agora. Vamos esperar e ver o que acontecerá. - E profissionalmente? - Estou estudando teatro. Sempre tive muita vontade de fazer televisão, apresentar um programa ou atuar em novelas. Já fiz teatro no passado e eu adorava, levava jeito. Agora quem sabe não aparece uma oportunidade? Quero que tudo aconteça naturalmente. - O que você faria na TV? - Espero uma chance para poder mostrar meu talento. Sei que passo emoção em tudo o que eu faço, inclusive nas roupas. Eu sempre trabalhei com o coração. Sou criadora, não consigo me concentrar direito no lado burocrático. Por isso, quando entro em algo, é para emocionar as pessoas. Gosto muito de trabalhar com gente. - Você gosta de viajar... - Adoro conhecer lugares e gente nova e pretendo continuar viajando. Talvez eu passe o final do ano em Saint Moritz, na Suíça. Logo que me separei, viajei com um amiga para Milão, na Itália. E depois aqui no Castelo de CARAS, em New York, que é um lugar lindo, para ficar na memória. É tão perto de Manhattan, onde a gente se diverte muito. Maravilhoso!