Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Adriane Galisteu

Serena, estrela aguarda Vittorio, o grande milagre de sua história

Redação Publicado em 20/07/2010, às 10h11 - Atualizado às 13h08

Longe de São Paulo para descansar e curtir a esperada gravidez de Vittorio, a apresentadora exibe, com justificável orgulho, a sua barriga de oito meses e meio. - FOTOS: CAIO GUIMARÃES
Longe de São Paulo para descansar e curtir a esperada gravidez de Vittorio, a apresentadora exibe, com justificável orgulho, a sua barriga de oito meses e meio. - FOTOS: CAIO GUIMARÃES
Radiante, serena e, o que parece impossível em se tratando de tanta beleza, ainda mais linda com a gravidez, Adriane Galisteu (37) não consegue esconder a euforia de, muito em breve, ver o rostinho do primeiro filho, Vittorio, fruto do casamento com o empresário de moda Alexandre Iódice (38), da grife Iódice. Há quase dois meses, a apresentadora da Band deixou seu amplo apartamento no bairro de Higienópolis, região oeste de São Paulo, e mudou- se para o paradisíaco Spa Sete Voltas Resort, da amiga Myrian Abicair (65), em Itatiba - há uma hora da capital paulista - com a mãe, d. Emma Galisteu (69), e seu mascote, o cão Jorge (7). "É para cá que corro sempre que tenho alguns dias de folga. Sinto-me em casa", diz ela, agora com oito meses e duas semanas de gestação. Em repouso absoluto desde que recebeu o diagnóstico de encurtamento do colo do útero, no sexto mês de gravidez, Dri aproveita para descansar em meio às belas paisagens do interior, de onde se ausenta apenas para consultas médicas e poucos compromissos. "Parei com tudo porque não é possível você necessitar de repouso e ir contra a palavra do médico. Não teria coragem de fazer isso", avalia ela, que não aguenta ficar muito tempo longe do amado. "Alê fica comigo nos fins de semana, mas está sempre muito presente", conta, animada. - Você se acostumou à tranqüilidade aqui do interior? - O Sete Voltas é uma verdadeira extensão da minha casa, é para onde venho há 15 anos. E, quando o médico me pediu repouso, pelo bem de Vittorio, achei que ficar em casa não seria tão calmo. Por mais responsável que eu seja e por mais que eu pense no meu filho, ficar totalmente descansada em casa é muito difícil. O telefone toca, invento coisas para fazer, quero arrumar a casa. Eu não paro! - Por isso você ganhou um quarto para o bebê aqui? - Na verdade, faltava um lugar como esse no spa, onde a mãe pudesse levar seu bebê sem precisar trazer todo aquele aparato. Como ajudei em cada detalhe, queria alguma coisa que misturasse as cores e este mágico ambiente criado pela Myrian. E ficou tão charmoso! Estou feliz em saber que meu filho vai estreá-lo. Passados 15 ou 20 dias do nascimento dele, voltamos para cá. Será o meu 'respiro'. - E o da sua casa, é parecido? - Lembra um pouco, mas lá o quarto dele é mais branco, tem mais a ver com o meu apartamento. Ainda não terminei a decoração, faltam alguns detalhes. - Quais os principais cuidados nesse período final de gestação? - Minha rotina é bem tranquila, como planejei. Tomo um solzinho, não posso caminhar, ou entrar na piscina - por recomendações médicas - mas fico no gramado, aproveito a companhia do Jorge, assisto TV, alugo muitos filmes e leio bastante. Não inchei nada na gravidez e tenho certeza que estar aqui me ajuda muito, foi a melhor coisa que fiz. - E como vai a alimentação? - Nunca comi de tudo, por opção. Agora, nem 'vejo' farinha branca, ou sal, apenas coisas saudáveis. Sigo uma dieta balanceada e rica em nutrientes: salada, proteínas e, apesar de não comer carne, saboreio frango ou peixe. E ainda prefiro legumes, sopas, arroz integral e, vez ou outra, omelete. Eu me habituei a cuidar bem da alimentação e agora sinto prazer. Apesar de não sentir muita fome ultimamente, confesso que, às vezes, exagero nas garfadas. - Teve algum desejo especial? - Costumo brincar que o único desejo que tive foi um relógio Rolex de ouro rosê. - Seu desejo foi atendido? - Não! Mas Alê comprou para mim e para ele o lindo Rolex Oyster Perpetual Milgauss. - Como superou o problema do encurtamento do colo do útero? - Apesar de não ser uma pessoa religiosa, tenho muita fé. Estou com oito meses e meio de gravidez, mas Vittorio já está encaixado na posição correta para nascer desde o sexto mês. Se não tivesse repousado, certamente Vittorio já estaria aqui. Então, conforme passam os dias e ele fica na minha barriga, sinto que é uma vitória. Acho também que chegar antes da hora estragaria a nossa festa! - Ser mãe sempre foi uma vontade sua. Sente-se realizada? - Com certeza! Ainda mais porque já havia decidido que não passsaria por essa experiência. Estava tão difícil encontrar um homem como o Alê, que quisesse ser pai tanto quanto eu queria ser mãe; alguém em quem eu pudesse confiar e me sentir segura o suficiente. Mas, graças a Deus, as coisas foram diferentes e agora mal consigo explicar a minha felicidade. Estou vendo de perto o grande milagre da minha vida, a minha dádiva. Este é Vittorio, o meu amor incondicional. - Com mais de dois anos de namoro você e Alexandre se casaram. Como foi? - Fiquei emocionada. Ainda não fizemos nossa festa de casamento, mas queríamos assinar os papéis com o consentimento de um juiz e de nossas famílias. A comemoração foi um presente lindo dos meus sogros, Suely e Valdemar Iodice. Estávamos em um clima de felicidade muito gostoso, mas senti falta de algumas das pessoas que tanto amo e não puderam estar lá. - E a festa oficial? - Escolhemos o dia 27 de novembro, o dia de Nossa Senhora das Graças, quando faremos o batizado do nosso filho e a cerimônia religiosa, ambos aqui, no Sete Voltas. Aí, sim, vou comemorar de verdade o meu casamento. Vamos tirar todos os móveis da área externa e faremos um almoço lindo no gramado. É assim que eu quero. Como nunca programei nada com tanta antecedência, espero realmente que dê certo! - Está muito ansiosa com a chegada de Vittorio? - Esperei tanto tempo, não é? Mas o que realmente me desperta ansiedade é não saber a data certa de vê-lo pela primeira vez. Sinto que será entre o dia 30 de julho e 4 de agosto. - Sua mãe é seu exemplo? - Minha mãe é fundamental em minha vida. Ela segue meus passos. Nossa relação vai além da maternidade, ela é a minha melhor amiga, fiel escudeira, sabe tudo da minha vida. Agradeço a Deus por tê-la ao meu lado. Quero ser este tipo de mãe para Vittorio. - Que valores pretende passar para o Vittorio? - Sem dúvida, o conceito de família, algo que herdei e vejo no Alê, que tem uma relação bacana com os pais. Essa foi também uma das razões pelas quais eu adiava ter filhos, até chegar ao ponto de desistir. Esperava o momento certo. Ele veio. O que temos é o que sempre busquei em uma relação: a base familiar. Este é um legado que deixaremos para Vittorio. - E os planos de voltar à TV? - No dia 1o de outubro preciso estar na Band. É quando eles irão me apresentar dois novos programas internacionais nos quais pretendem investir. A partir daí, vamos conversar com calma e saberei o que vai acontecer.