Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Adriana e Assunção selam parceria na TV

Amigos na vida real, Adriana Esteves e Fábio Assunção selam a parceria na minissérie ‘Dalva e Herivelto, uma canção de amor’, que estreia no dia 4 de janeiro na Globo

Redação Publicado em 08/12/2009, às 11h58 - Atualizado às 12h08

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Fábio Assunção e Adriana Esteves - TV Globo / Renato Rocha Miranda
Fábio Assunção e Adriana Esteves - TV Globo / Renato Rocha Miranda
Foi com uma viagem no tempo que a autora Maria Adelaide Amaral, o diretor de núcleo Dennis Carvalho, o elenco e a equipe de produção da nova minissérie da Rede Globo Dalva e Herivelto, uma canção de amor se reuniu nessa segunda-feira, 7, para uma coletiva de imprensa seguido de um coquetel no Espaço Franklin, no centro do Rio de Janeiro. Jovens caracterizadas com roupas dos anos 1950 e um ambiente decorado com cortinas vermelhas e mobiliário seguindo o design das décadas de 1930, 40 e 50, davam o clima da fase em que brilharam Dalva de Oliveira e Herivelto Martins, ícones do samba-canção brasileiro. O evento teve início com uma retrospectiva do que aconteceu no Brasil e no mundo entre os anos de 1910 e 1970. E para remeter ainda ao período da conturbada história de amor desses dois grandes ícones da música da Era de Ouro do Rádio, objetos originais da época foram resgatados em parceira com o Instituto Cravo Albin, como vitrolas, gramofones, rádios e discos. Adriana Esteves, que protagoniza a minissérie no papel de Dalva de Oliveira, não poupou elogios ao parceiro Fábio Assunção, que vive Herivelto: "O Fábio é uma das pessoas que eu mais confio na minha vida e poder me jogar em algo tão grandioso ao lado dele sela mais ainda nossa amizade e nossa parceria". Fabio Assunção também não economizou elogios ao enredo e, principalmente, a Adriana. "Não poderia ter sido uma Dalva melhor pra mim. Porque a humanidade que a Adriana dá às cenas me fez achar meu Herivelto. Foi olhando ela naquele cortiço que eu falei: é por aí que eu vou", contou. Os atores tiveram que mudar o visual para o trabalho de dois meses e meio intensos de gravações. A atriz Maria Fernanda Cândido, que viverá Lurdes, a segunda esposa de Herivelto, também falou sobre sua personagem. "A Lurdes deu um equilíbrio para o Herivelto, eles tiveram um casamento bem sucedido e foi um prazer conhecer a vida desta mulher. Foi maravilhoso entrar em seu universo e conhecer sua família", afirmou. Dalva de Oliveira e Herivelto Martins marcaram a época de ouro da rádio. A minissérie, da autora Maria Adelaide Amaral, com direção de núcleo de Dennis Carvalho, conta, em cinco capítulos, a história desses dois ícones do samba-canção brasileiro, que marcaram época com suas vozes, letras e conflitos conjugais. A trama se constrói a partir de um retrospecto da vida do casal, começando em 1972, com Dalva de Oliveira já no leito de morte, sonhando com a visita de seu ex-marido e grande amor, Herivelto Martins. A partir de então relembram os principais momentos de suas vidas desde que se conheceram, em 1936, no Teatro Pátria, no Largo da Cancela em São Cristóvão. A obra é inspirada em fatos reais e mostra como esse encontro mudou substancialmente o curso de suas vidas, bem como marcou a história da música popular brasileira. Os treze anos de casamento e os desentendimentos que ganharam ênfase com a separação contribuíram para uma arrebatadora produção artística e cultural, que será retratada na minissérie, que estreia no dia 4 de janeiro de 2010, após a novela Viver a Vida.