Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

MARCOS PAULO E ANTONIA

CASAL COMEMORA DOIS ANOS DE RELAÇÃO EM PARIS

Redação Publicado em 10/08/2009, às 12h11 - Atualizado às 12h51

No momento em que cruzaram os olhares pela primeira vez, em 2007, durante almoço com amigos nos estúdios do Projac, Rio, tanto Marcos Paulo (58) como Antonia Fontenelle (36) sentiram uma forte ligação. No mesmo dia, combinaram jantar e conversar melhor. Entretanto, a fama de sedutor do diretor deixou a atriz com receio de assumir o envolvimento prematuramente. Os dois só passaram a ser vistos juntos seis meses depois, quando perceberam que já não havia motivo para esconder o sentimento. E agora escolheram a capital mundial do romance, Paris, para celebrar o sucesso da relação de dois anos. "Sou movida a desafios. Quando o namoro começou, senti o medo de água fria. Aos poucos fomos nos abrindo, nos conhecendo e vimos que era isso o que queríamos", disse Antonia, abraçada ao amado, no Museu Rodin. A ligação afetiva levou o casal a desenvolver uma 'química' cada vez maior em todos os sentidos. "Planos, nós fazemos no dia-a-dia, não para o futuro, mas sim para daqui a um ano. Antonia e eu temos objetivos em comum. Objetivo não é projeto", avisa ele, que dirige a mulher em Malhação. Eles só negam que o casamento esteja marcado, como chegou a ser publicado em notas na imprensa. "Falaram até que viajamos para nos casar em Saint-Tropez. Minhas filhas ficaram muito chateadas", desabafou ele, que é pai da médica Mariana (27), com Renata Sorrah (62); Vanessa (36), com a modelo italiana Tina Serina; e Giulia (9), com Flávia Alessandra (35). Para Antonia, mãe de Samuel (13), da relação com o ator Fernando Almeida (1975-2004), o mais importante é o momento que o casal vive. "Na verdade, já oficializamos a união para nós mesmos. Não em um juramento, mas com palavras e sentimentos", entrega ela, sem esconder o desejo de dar o primeiro filho homem ao companheiro. "Não há pressa. Ainda temos objetivos para concretizarmos antes, como ele falou. Um deles é a nossa loja em Búzios, que vai se chamar Madame Simões", diz ela, que batizou o empreendimento com o sobrenome do amado. "Quando ainda saíamos escondidos, a Iris Bruzzi, que estava em turnê comigo na peça Subindo Pelas Paredes, para manter o segredo, só me chamava de madame Simões", diverte-se, justificando o nome da loja de acessórios, peças de praia e artigos para casa. - Por que escolheram Paris?Marcos - É um ótimo destino para quem busca descanso, diversão e é apaixonado por arte. Antonia - Paris é muito tranquila. Uma delícia. Fomos aos lugares que gostamos muito. Nada de Torre Eiffel, igreja... Somos fãs de casais loucos e criativos, como Sartre e Simone de Beauvoir e Rodin e Camille Claudel. Fico imaginando eles debaixo do mesmo teto, dando vida à arte. Devia ser mesmo uma loucura a cabeça deles. - E isso inspirou algum balanço da relação de vocês?Marcos - É claro que ninguém imagina desde o início se um relacionamento vai dar certo ou não, mas estão sendo dois anos maravilhosos, muito felizes. Antonia - Quando nos olhamos, já vi que ia 'rolar um samba'. Marcos é um cara muito carinhoso, doce. Namorou outras mulheres antes e as pessoas devem se perguntar: 'o que ela tem de diferente?' Acho que é a cumplicidade, a compreensão e o amor. - Já conversaram sobre a possibilidade de oficializar a união?Marcos - Moramos em casas separadas. Estamos curtindo a vida. Se isso quer dizer um casamento, maravilha. Mas é bom que fique bem claro. Acredito que, para ser feliz com alguém, não precisa dividir o mesmo teto. Antonia - Estou na minha terceira relação séria. E pretendo que seja a última. Dá muito trabalho (risos). Em outras palavras, não queremos falar 'somos família, somos casados'. Vivemos juntos. Às vezes, vou muito pouco ao meu apartamento, mas preciso ter o meu espaço porque também quero ficar sozinha. Pela primeira vez na vida faço isso. E está dando certo. Quando oficializarmos, Será para todo mundo. Entendo que as pessoas queiram ver, saber o que acontece. - E você, Marcos, já se considera casado com Antonia? - Nos somos companheiros, amantes e amigos. - E como estão os planos de aumentar a família?Antonia - Vejo essa possibilidade e ele também. Queria muito dar um menino para o Marcos, ele ainda não teve essa sorte de ter um filho homem. Também não me vejo sendo mãe de uma menina. O Samuel hoje diz que não quer um irmãozinho, acho que sente ciúmes. Mas minha relação com o meu filho é tão boa e aberta que, na hora em que estiver grávida, sei que vai reagir bem. Ele gosta do Marcos. Apesar de não vivermos debaixo do mesmo teto, somos uma família, sim. Marcos - Realmente, todo mundo se dá bem com todo mundo, inclusive nossos filhos. Mas prefiro não imaginar o futuro. - Como é a rotina de vocês com o filho do outro?Antonia - Adoro a Giulia e me dou bem com todas as filhas do Marcos. Temos pouco contato com a Mariana, que está grávida. Ela é médica, tem uma agenda cheia de compromissos. Adoro a Vanessa, somos muito amigas, de falar sobre tudo. E todos gostam do Samuel, que se dá muito bem com a Giulia. Fazem festa até para o aniversário do cachorro. Marcos conheceu o Samuel com 11 anos e no início ficou sem saber o que fazer, meio sem papo. Mas agora eles já estão íntimos. Quando meu filho diz que precisa conversar com um homem, já procura logo o Marcos.