CITAÇÕES

Publicado sexta 13 março, 2009

-
"A conservação dos recursos naturais é o problema fundamental. Se não o resolvermos, ficará difícil resolver todos os demais." Theodore Roosevelt (1858-1919), político americano, presidente dos Estados Unidos de 1901 a 1909. "Os excessos são, por si sós, contrários ao aproveitamento pacífico de qualquer bem." Giuseppe Berto (1914-1978), escritor italiano. "Que saberá a mata? Que pedirá a mata?/ Pedirá água?" Manuel Bandeira (1886-1968), poeta e crítico pernambucano. "A água deve permanecer fonte abundante de vida para todos." Karol Wojtyla (1920-2005), o papa polonês João Paulo II. "A ninguém foi dada a posse da vida, apenas o usufruto." Lucrécio (século I a.C.), poeta e filósofo latino. "As leis da consciência, que se afirma terem vindo da natureza, vêm, na verdade, do costume." Michel de Montaigne (1533-1592), filósofo francês. "Não tem um jeito só de ser radical." Paulo Leminski (1945-1989), poeta paranaense. "Ah, se eu pudesse dizer tudo que tenho trancado aqui no peito. Mas não posso. Eu não posso nem chorar. Eu acho que, se eu chorasse, iam sair pedras dos meus olhos." Vinicius de Moraes (1913-1980), poeta e diplomata carioca. "O progresso nos dá tanta coisa que não nos sobra nada nem para pedir, nem para desejar, nem para jogar fora." Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), poeta e cronista mineiro. "A ambição é uma droga que faz daquele que se lhe entrega um demente em potencial." Emil Cioran (1911-1995), escritor romeno. "Antes dos portugueses descobrirem o Brasil, o Brasil tinha descoberto a felicidade." Oswald de Andrade (1890-1954), escritor paulistano. "Não sei que caos é este a que se referem nossos articulistas políticos, e que, segundo eles, já se aproxima. Engano: há muito estamos nele." Lúcio Cardoso (1913-1968), poeta e escritor mineiro. "A maior tragédia deste período de transição social não foi o estridente clamor dos maus, mas o terrível silêncio dos bons." Martin Luther King (1929-1968), pastor americano, líder dos Direitos Civis. "Que bando de patifes em uma nação!" Robert Burns (1759-1796), poeta escocês, sobre seu país. "Cada classe social tem a sua patologia." Marcel Proust (1871-1922), escritor francês. "Nada é mais inverossímil do que o real." Camilo Castelo Branco (1825-1890), escritor português. "Não há joias nupciais de manhã cedo.../ O outono andou comprando as esmeraldas." Raul Bopp (1898-1984), poeta e diplomata gaúcho. "Se o amor não fosse maior que o ódio, de há muito o mundo e o homem já teriam deixado de existir." Artur da Távola (1936-2008), jornalista, político e escritor carioca. "Perguntastes o que é o amor? (...) É quando descobrimos dentro de nossos próprios pensamentos o abismo de um vazio insuficiente, e procuramos despertar em tudo que somos uma comunhão com o que experimentamos dentro de nós próprios." Percy Bysshe Shelley (1792-1822), poeta e escritor inglês. "Quem ama é sempre muito escravo, mas não obedece nunca de verdade." João Guimarães Rosa (1908-1967), escritor mineiro.

Último acesso: 07 Jul 2020 - 16:25:34 (122303).