RODRIGO SANTORO

O ator visita o belo teatro Renaissance, em São Paulo, durante sua passagem pela cidade para apresentar Che, que encerrou a 32a Mostra Internacional de Cinema.
O ator visita o belo teatro Renaissance, em São Paulo, durante sua passagem pela cidade para apresentar Che, que encerrou a 32a Mostra Internacional de Cinema.


Orgulho de representar o Brasil

Ouando começou a aparecer com mais freqüência nas telas dos cinemas em filmes e produções de TV internacionais, nítidos sinais da consolidação de uma carreira de sucesso, Rodrigo Santoro (33) ainda não sabia como seria o futuro. Cinco anos depois de seu primeiro contrato em Hollywood, o brasileiro continua atuante em solo estrangeiro, mas com uma certeza: o orgulho que sente de ser brasileiro só aumenta. Mas Rodrigo sabe muito bem que seu lugar é aqui e seu refúgio é a família. O ator, que já participou de 14 episódios da badalada série Lost (2006-2007), teve papel de destaque em 300 (2006) e hoje divide a experiência única de filmar com Steven Soderbergh (45), o cineasta queridinho de Julia Roberts (41), George Clooney (47) e Brad Pitt (44), em Che, diz estar com os pés no chão. Em 2009, ele aparecerá como o namorado de Jim Carrey (46) no drama I Love You Phillip Morris, ao lado também do astro Ewan McGregor (37). "Continuo sendo a mesma pessoa. Tenho respeito pelo que estou fazendo, pelo personagem, independentemente de ele ter uma cena ou dez ou ser protagonista", conta com exclusividade à CARAS no teatro paulistano Renaissance. - Você se considera vitorioso pela trajetória no exterior? - Não foi uma decisão consciente. Há cinco anos vivo esse vai e volta. Quando aconteceu, foi conseqüência do Bicho de Sete Cabeças e do Abril Despedaçado, do trabalho feito aqui. Neste ano, tive oportunidades de aprender, crescer e amadurecer. - Tantos trabalhos fora do Brasil, tanto tempo fora... - Minha casa é só no Brasil. Não tenho casa em lugar nenhum do mundo. Agora vejo isso de modo mais concreto e não vou mudar minha atitude. Eu não consigo entender a idéia de me mudar e perder o contato com as coisas que eu tenho aqui. Ano passado fiquei viajando, mas não passo mais de um mês fora de casa. Ano que vem tenho projetos aqui, como o filme sobre o jogador Heleno de Freitas (1920-1959), que está bem próximo de se consolidar. - Além da família, o que mais dá saudade do Brasil? - Sou ligado à minha família e à rotina daqui. Mas a primeira coisa que faço quando chego ao Brasil é ir para o mar surfar. Depois, claro, quero comer um bom arroz com feijão. E não tem nada melhor que estar em casa, pois sinto conforto. Não só isso, mas também pela conexão com as coisas que fazem parte de mim. Minha família é bem grande e eu ainda tenho meus quatro avós vivos. A do meu pai está toda na Itália e acabei de visitá-los quando fui a Roma. A da minha mãe é do interior de São Paulo. - Como foi gravar para a TV com Fernando Meirelles? - Acabei de fazer a série Som e Fúria com ele, na Globo, uma experiência ótima. Lá atrás, quando fiz Pátria Minha e tinha meus 20 anos, Fernando quase me dirigiu numa minissérie. Desde então fiquei com vontade de trabalhar com ele. Mas eu vou continuar fazendo trabalhos no Brasil. É que agora, até o final do ano, estou viajando para promover Che e o Leonera, filme argentino que eu fiz. - Você ainda rejeita o rótulo de galã? - Não me incomoda ser galã, mas sim, às vezes, ser colocado como marca. Contanto que eu seja visto simplesmente como um ser humano e que meu ofício seja atuar, tudo bem. Sei que faz parte de uma engrenagem gigantesca. Não acho que galã seja pejorativo. Mas vou dar um exemplo do que tento evitar: se me pedem para fazer uma cara de sedutor para tirar uma foto, digo que não faço aquela expressão quando estou andando na rua. - E a vida amorosa? - É um costume antigo não falar sobre minha vida pessoal.

Mais Notícias

segunda 17 novembro, 2008
segunda 17 novembro, 2008
segunda 17 novembro, 2008
por por Marcelo Bartolomei

Atualizado quarta 19 novembro, 2008 (118075) | 19/07/2019 05:51:07

Mais conteúdo sobre:

ASSINE E GANHE

ILHABELA CARAS

  1. 1 Brasiliense morando no Rio, ele curte ilha de bike em folga da novela A Ilhabela do ator Rainer Cadete
  2. 2 Rainer Cadete curte Ilha de CARAS em folga da novela

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 Ator relembrou clique de modelo feito com Gisele Bündchen e André Resende, marido de Isis Valverde Reynaldo Gianecchini relembra ensaio com Gisele Bündchen
  2. 2 Isabella Fiorentino relembra clique de biquíni do passado
  3. 3 Val Marchiori faz insinuação sobre doença de Leo Dias
  4. 4 De férias, Flávia Alessandra repete maiô de R$ 2 mil
  5. 5 Ticiane Pinheiro relembra foto sua de bebê com Helô Pinheiro
  6. 6 Sabrina Sato vai à academia de Barcelona com Zoe e para tudo
  7. 7 Ivete Sangalo tira férias com o marido e o filho
  8. 8 Gustavo Mioto fala sobre relacionamento com os fãs
  9. 9 Ana Maria choca ao aparecer ao lado de 15 caixas de pizza
  10. 10 Major lazer confirma parceria com Beyoncé