Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

ADRIANE GALISTEU ESTÁ SOLTEIRA NOVAMENTE

ELA SE MOSTRA SERENA DEPOIS DO FIM DO NAMORO COM GABRIEL BETTI E ANIMADA COM O TRABALHO

Redação Publicado em 28/03/2007, às 10h15

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Em Aruba, a estrela fala com carinho do término da relação e dos novos desafios na TV e no teatro
Em Aruba, a estrela fala com carinho do término da relação e dos novos desafios na TV e no teatro
por Alberto Santiago"Na nossa vida, há uma única cor, como na paleta de um artista, que provê o significado de vida e de arte: é a cor do amor." A frase do pintor russo Marc Chagall (1887-1985) dá o tom da filosofia de vida de Adriane Galisteu (33), uma mulher que tanto precisa estar apaixonada para ser plenamente feliz quanto admite, sem falsos pudores, todo e qualquer percalço nesta busca pelo amor. Solteira após o fim do breve, mas intenso, romance com Gabriel Betti (28), dono do hotel Villa Bebek, em Camburizinho, litoral norte de São Paulo. Estrela da festa de abertura da primeira loja da Louis Vuitton em Aruba, Caribe - um convite de Frédéric Morelle (42), presidente da grife francesa para a América Latina e África do Sul -, Adriane aproveitou a viagem para repousar não apenas o corpo, mas também a mente. Com a mãe, d. Emma Galisteu (65), e seu personal stylistThidy Alvis (39) - que escolheu o melhor da coleção da Vuitton para a produção destas fotos, exclusivas para CARAS - Adriane passeou por Oranjestad, capital da ilha, tomou sol, brincou com os flamingos-rosa e renovou energias para a maratona de trabalho que ora enfrenta. "Foi uma delícia conseguir alguns dias de folga e ainda participar da festa de uma marca que gosto tanto", afirmou ela. "Passeei, curti o mar e, claro, aproveitei para conhecer melhor a nova coleção da Vuitton. E dei sorte. Achei na loja uma bolsa Mirroir, que está esgotada no mundo inteiro." Além de ganhar um novo - e muito desejado por ela - formato para o seu programa Charme, no SBT, agora um talk show com trinta minutos que estreou nesta segunda, 26, e será exibido de segunda a sexta, à meia-noite e meia, ela está na reta final dos ensaios de sua quarta peça teatral, Às Favas com os Escrúpulos, comédia de Juca de Oliveira (72) em que contracena com o próprio Juca e com Bibi Ferreira (85), sob a direção de Jô Soares (69), seu amigo, vizinho e, a partir de agora, inevitavelmente seu rival de audiência. "Nunca seremos rivais; ele é um mestre, como Juca e Bibi", minimiza Adriane, ainda mais encantada pelos talentos de Jô. O espetáculo deve estrear em abril. "Ele é um gênio. Aliás, desde a fase das leituras de mesa, fazer esta peça tem me ensinado mais que qualquer curso. Estreei no teatro pelas mãos de Bibi Ferreira, na remontagem de Deus Lhe Pague, em 1999. Ela se dedicou nos últimos 30 anos a musicais e tinha estado em cena em uma comédia pela última vez em 1965, em Alô Dolly. Imagine ser convidada para estar no elenco desta 'volta' de Bibi e, ainda por cima, ao lado de Juca e sob a batuta de Jô", relatou, entusiasmada. Sobre o final do namoro, Adriane é objetiva até ao explicar que não houve um motivo definível para o rompimento. "Gabriel é uma pessoa especial, um homem maravilhoso, mas não nos encontramos no momento certo", disse Adriane. "Somos ambos profissionais ocupados, mas não existe na minha vida amorosa a justificativa 'conflito de agendas', etc. Acabou de maneira consensual, pois percebemos estar sem tempo para dedicação integral um ao outro neste momento de nossas vidas. Não sou feliz sem dar o que eu tenho para dar", completou ela que, assim que estrear a peça de Juca, já começa a ensaiar novo espetáculo, a comédia argentina Quem Está Aí?, sucesso há oito anos em Buenos Aires, sob direção de Victor Peralta (46) e ao lado de Edson Fieschi (43). "Estarei em cena o tempo inteiro até o fim deste ano. Quer coisa melhor? É como diz Bibi: não basta ter talento, tem de se dedicar. Para isso, vou ter de me desdobrar, malhar à meia-noite, sacrificar fins de semana. Mas é a minha vida", disse. "Também vivo um momento especial no SBT, com a chegada da filha de Silvio Santos, Daniela Beyrute, nova diretora artística da casa. Era disso que todos precisávamos lá, de alguém como ela, que é doce, sensível e talentosa e faz a ponte entre o elenco e Silvio, nos poupando dos desgastes naturais que este tipo de relação traz", emendou. "Em dois anos e meio lá, nunca me senti tão confortável. E amei o meu cenário e adoro meu diretor, Ariel Jacobowitz. Agora quero incluir humor no programa, um pouco do meu lado de atriz. Meu objetivo é ser líder de audiência fora da Globo e lutarei sempre por isso. Como não tive um grande ano em 2006, ficou mais que provado que nasci para ser apresentadora. Motivos para desanimar eu tive de sobra." Adriane e Gabriel ficaram juntos pela primeira vez em 23 de novembro de 2006. Adriane hospedou-se no hotel de Gabriel e sua família em busca de sol e mar. Buscava apenas um refúgio para relaxar, visto que o Rio de Janeiro, onde mantém apartamento, estava fora de seus planos naquele momento para finais de semana de descanso. Ela tinha de gravar segunda- feira cedo no SBT e a confusão e os atrasos nos aeroportos colocavam em risco o seu cronograma de trabalho. "Não buscava me apaixonar naquele momento, mas foi tão verdadeiro e espontâneo que não tinha porque me recusar a viver aquela história", relembra a bela. Adriane encontrou no discreto e cavalheiro Gabriel uma nova chance para o coração, vazio desde o rompimento da relação de quase três anos com o jogador do Corinthians Roger Flores (28) - e ela é elegante demais para fazer qualquer comentário sobre o recém-assumido namoro deste com sua amiga, a atriz Deborah Secco (27) -, três meses antes de cruzar olhares com Gabriel. A bela história de amor que o par viveu nos últimos quatro meses parecia esbarrar apenas no pouco tempo que eles tinham para estar juntos. Além das muitas atribulações de Adriane, Gabriel costuma passar de sexta a domingo no hotel, trabalhando junto a sua família. "Sei que tomei a melhor decisão, não nos víamos há um mês e temos conversado sobre esta decisão pelo telefone. Ontem mesmo nos falamos de novo", contou ela. "Para eu ser feliz, tenho de estar absolutamente apaixonada e dedicada. Não tenho como dar agora o tempo que sei que um homem como o Gabriel merece. Não estou sendo a mulher que fui para ele quando nos conhecemos, nas férias. Não aceito isso. Já estive no lado de não receber toda esta dedicação e não farei isso com ninguém. Eu sei como dói", decretou. "Vou fazer 34 anos no dia 18 de abril. Já sou adulta. Já namorei homens mais velhos, mais novos, já namorei 100% apaixonada e nem tão apaixonada assim. Já fui traída, já traí. O que eu não posso deixar de ser é honesta e transparente. Tanto que, quem sabe, Gabriel e eu não teremos uma nova e mais feliz chance no futuro?"FOTOS:DANILO BORGES