Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Citações

Redação Publicado em 02/03/2007, às 11h18

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Este Rio peralta!/ Rio dengoso, erótico, fraterno,/ aberto ao mundo, laranja/ de cinqüenta sabores diferentes/ (alguns amargos, por que não?),/ laranja toda em chama, sumarenta/ de amor. Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), poeta mineiro, sobre o Rio de Janeiro, que completa 442 anos em 1o de março. Homens que da sua terra não saem são navios que acabam no estaleiro: errando por este mundo, se aprende a não errar. José Bonifácio de Andrada e Silva (1763-1838), político paulista. Não se meta no mar quem teme o vento. Pietro Metastasio (1698-1782), poeta, escritor e articulador político italiano. Respeitar o direito alheio, isto é a paz. Respeitar o direito alheio, isto é a paz. Há pessoas que têm dinheiro e pessoas que são ricas. Coco Chanel (1883-1971), estilista francesa. Sinto vergonha, logo existo. Vladimir Sergeyevich Solovyov (1853-1900), filósofo russo. O Brasil,intelectualmente, politicamente, é pobre e mora longe. Otto Lara Resende (1922-1993), escritor e jornalista mineiro. O homem, quando sonha, é um deus, quando reflete, é um mendigo. Friedrich Hölderlin (1770-1843), poeta alemão. Gosto de cachorros com uma antiga e fiel ternura. Gosto deles porque sempre perdoam. Albert Camus (1913-1960), escritor francês nascido na Argélia. Que outros se jactem das páginas que escreveram. A mim me orgulham as que tenho lido. Jorge Luis Borges (1899-1986), escritor e poeta argentino. Antes de desejar avidamente alguma coisa, examinemos que felicidade trouxe a quem a tem. François Poitou, duque de La Rochefoucauld (1613-1680), escritor e crítico francês. Não se nasce mulher: torna-se. Simone de Beauvoir (1908-1986), ensaísta e escritora francesa. As mulheres escreveram o poema do amor; os homens comentaram-no, mas não o compreenderam. Arsène Housset ou Arsène Houssaye (1815-1896), jornalista francês. Quando tenho mais idéias do que os outros, doulhes essas idéias, se as aceitam; e isso é comandar. Italo Calvino (1923-1985), escritor italiano. Ao vencido, ódio ou compaixão; ao vencedor, as batatas. Machado de Assis (1839-1908), escritor carioca, no livro Quincas Borba. Deus é o único ser que, para reinar, nem precisa existir. Charles Baudelaire (1821-1867), poeta francês Naquela época, era uma honra ter 40 anos, mas agora ter mais de 25 é absurdo. William Somerset Maugham (1874-1965), escritor inglês. A literatura é um iceberg: lê-se 10%, mas o que sustenta tudo são os 90% escondidos. Ernest Hemingway (1899-1961), escritor norte-americano. Ter privança comos que governam é ter responsabilidade no mal que fazem, sem partilhar o louvor do bem que operam. Mariano da Fonseca, o marquês de Maricá (1773-1848), político carioca. O que realmente lisonjeia uma pessoa é ser julgada digna de ser lisonjeada. George Bernard Shaw (1856-1950), escritor irlandês. Oh, se algum poder nos tivesse dado o dom/ de vermos a nós mesmos como os outros nos vêem!/ Isso nos teria salvado de muitos erros/ e de idéias tolas. Robert Burns (1759-1796), poeta escocês. Não existe esperança sem medo, nem medo sem esperança. Baruch Spinoza (1632-1677), filósofo holandês, autor do livro Ética.