CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
A Fazenda / Eliminação

A Fazenda 15: Darlan Cunha, o Laranjinha, é o segundo eliminado da temporada

Darlan Cunha, o Laranjinha, deixa a sede de A Fazenda 15 após enfrentar Tonzão e Sander na segunda roça da temporada

por Priscilla Comoti

pcomoti_colab@caras.com.br

Publicado em 05/10/2023, às 23h55 - Atualizado em 06/10/2023, às 00h04

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Darlan Cunha, o Laranjinha - Foto: Reprodução / Record TV
Darlan Cunha, o Laranjinha - Foto: Reprodução / Record TV

O ator Darlan Cunha, o Laranjinha, é o segundo eliminado de A Fazenda 15, da Record TV. Ele deixou o reality show na noite desta quinta-feira, 5, após enfrentar Tonzão Chagas e Sander Mecca na roça da semana.

Ele recebeu apenas 4,43% dos votos do público para continuar na casa. Assim, ele foi eliminado, já que seus concorrentes tiveram porcentagens maiores para continuarem no jogo.

Vale lembrar que Darlan Cunha foi indicado para a roça por Jaquelline, que foi a mais votada pelos participantes e teve o poder puxar um peão da baia.

Ao conversar com Adriane Galisteu após a eliminação, ele disse: "Estou bem satisfeito, estou bem mais forte. Confinamento é jogo de gente grande, achei que suportaria mais tempo". Ao ser questionado sobre para quem está torcendo, ele contou que torce para WL e Lily Nobre. E, ao responder sobre quem quer ver fora do programa, ele disse: "Lucas, Jaque, Rachel"

Adriane Galisteu deu bronca nos participantes

A apresentadora Adriane Galisteu deu uma bronca nos participantes de A Fazenda 15, da Record TV, na noite desta quarta-feira, 4. Ao vivo, ela fez o pronunciamento oficial da emissora e da equipe do reality show sobre as atitudes que aconteceram na madrugada, quando alguns participantes fizeram comentários ofensivos e preconceituosos em uma briga com Lucas Souza. Em seu depoimento, a comunicadora repudiou comentários ofensivos e informou que podem levar à expulsão do programa em caso de insistência.

"Antes de seguir com programa, quero dar um recado importante. Nós já deixamos claro que alertaríamos sobre assédio, racismo e homofobia. Eu falo em nome da Record, da direção do programa e do meu próprio nome”, disse ela, que completou sobre os comentários preconceituosos que aconteceu durante a briga.

"Independente da orientação sexual de alguém, isso é inaceitável. O que eu vou dizer agora é algo que temos que levar para a vida. Dentro de casa, no trabalho, com os amigos, no mundo que vivemos hoje, já passou da hora da homofobia acabar de vez. Para que acabe de fato, só depende de nós e todos nós. Não pode mais existir espaço para esse comportamento. Então que cada um de nós, cidadãos, seja a forca para que esse tipo de comportamento acabe de uma vez por todas”, afirmou. 
Por fim, ela fez um alerta: "Eu não preciso nem lembrar vocês que esse tipo de atitude é crime e a insistência pode levar até a expulsão do programa”.