Assine

Por CARAS Digital

William Bonner desabafa: 'Todo mundo tem [direito] de buscar a própria felicidade'

Dias após a ex, Fátima Bernardes, assumir romance, ele usou as redes sociais para pedir respeito

O jornalista William Bonner mandou um recado nas redes sociais após ser vítima de comentários maldosos.

+ Relembre as capas da revista CARAS com William Bonner e Fátima Bernardes

Dias depois da ex mulher, a também jornalista Fátima Bernardes, assumir um novo romance, ele pediu respeito e disse que é um direito "buscar a própria felicidade".

"No espaço de comentários de uma foto de paisagem, essas pessoas expõem seus preconceitos, seus recalques, sua desinformação de uma forma deprimente. E palpitam sobre as vidas de outras pessoas de maneira absurda. Às vezes, até criminosa, em tom de ameaça. Um sujeito saudável e feliz consigo mesmo não faz isso",  disse ele.

"Algumas pessoas se imaginam no direito de agredir adultos que tomaram decisões sobre as vidas deles. O simples fato de o bem-estar dessas pessoas ser tão afetado pelos caminhos que os outros escolheram pra si é um indicativo de que elas precisam de ajuda. Seja psicológica, seja psiquiátrica, seja espiritual. Isso não é saudável. Saudável é viver a própria vida. Aproveitá-la como uma bênção. Essas pessoas cheias de ódio e agressividade insultam e opinam sobre algo que não diz respeito a elas de forma nenhuma", acrescentou.

Ao fim, ele pediu que seja respeitado o direito à felicidade.

"Saudável é trilhar o caminho pavimentado pelo respeito aos outros. Respeito às decisões que outras pessoas tomam sobre as vidas delas. Respeito ao direito que todo mundo tem de buscar a própria felicidade. Que só se completa quando também é encontrada por quem você ama, ou admira, ou simplesmente respeita", disse.

Veja o post:

 

Algumas pessoas se imaginam no direito de agredir adultos que tomaram decisões sobre as vidas deles. O simples fato de o bem-estar dessas pessoas ser tão afetado pelos caminhos que os outros escolheram pra si é um indicativo de que elas precisam de ajuda. Seja psicológica, seja psiquiátrica, seja espiritual. Isso não é saudável. Saudável é viver a própria vida. Aproveitá-la como uma benção. Essas pessoas cheias de ódio e agressividade insultam e opinam sobre algo que não diz respeito a elas de forma nenhuma. O pior é que elas têm na cabeça uma interpretação amalucada daquilo que teria levado os outros a tomar as decisões que tomaram pra suas próprias vidas. É uma fantasia elaborada com base em preconceitos, fofocas, equívocos, invenções, inveja, sonhos frustrados. E isso não faz sentido nenhum. No espaço de comentários de uma foto de paisagem, essas pessoas expõem seus preconceitos, seus recalques, sua desinformação de uma forma deprimente. E palpitam sobre as vidas de outras pessoas de maneira absurda. Às vezes, até criminosa, em tom de ameaça. Um sujeito saudável e feliz consigo mesmo não faz isso. Pessoas que agem dessa maneira talvez se ajudassem muito se olhassem atentamente pra elas mesmas e identificassem suas próprias frustrações. Viveriam a vida delas, em vez de tentarem viver vidas de outros. Saudável é trilhar o caminho pavimentado pelo respeito aos outros. Respeito às decisões que outras pessoas tomam sobre as vidas delas. Respeito ao direito que todo mundo tem de buscar a própria felicidade. Que só se completa quando também é encontrada por quem você ama, ou admira, ou simplesmente respeita. Todos com quem você construiu laços pra vida. Você só consegue a felicidade plena se essas pessoas também estiverem felizes. E, quando isso acontece, é mágico. Os sorrisos espontâneos se multiplicam, tudo ganha leveza e luz. Os insultadores intrometidos não enxergam isso. São cegos pra felicidade dos outros porque não enxergam o quanto eles próprios são infelizes. Isso fica muito claro nos comentários que fazem numa fotografia de paisagem do Instagram. Mas o porquê dessa infelicidade toda só eles podem encontrar. Que tenham boa sorte.

Uma publicação compartilhada por realwbonner (@realwbonner) em

Tags relacionadas: TV

Notícia publicada Ter, 14 nov 2017 as 14:11, por CARAS Digital .