Assine

Por Letícia Santiago

Gabriel Calamari fala sobre os desafios da carreira de ator e cineasta

"Sempre tive o vício por conquistar responsabilidades maiores do que minha idade normalmente me permitia e passo por muito julgamento", revela o ator

Aos 23 anos, Gabriel Calamari mostra que tem talento de sobra. O ator dá vida ao personagem Felipe em Malhação – Viva a Diferença e já se prepara para lançar seu primeiro longa-metragem, pois além de ator, ele é cineasta! Mas garante que não pretende escolher entre uma das carreiras porque “gosto de dizer que estou acontecendo”.  

Em Malhação, o ator vive os dilemas de Felipe, um rapaz sensível, atencioso e que gosta de conversar. Feliz com a experiência de integrar o elenco da trama, Gabriel conta que o retorno do público tem sido positivo. “O elenco foi um grande presente, pois conseguimos todos juntos a proeza de sermos amigos e profissionais ao mesmo tempo. Sentimos o retorno e é incrível. Quando encontro pessoalmente um fã ou nas redes sociais o retorno é sempre muito positivo; sou muito grato por tudo isso”, revela o ator que ainda se diz satisfeito por trabalhar com o diretor de  Cao Hamburger. “Tem sido incrível, em todos os sentidos. A começar pela sorte em trabalhar com Cao Hamburger e Paulo Silvestrini, já os admirava antes por outros trabalhos”, completa.

Com a produção de Alice e Gabriel – seu longa  –, ele revela que tem vivenciado grandes desafios, mas segue firme em busca de seu sonho. “Fazer cinema no Brasil é sempre um desafio. Encontrar pessoas dispostas a investir em uma história que não sabem ao certo como será nas telonas é muito difícil. Viabilizar o projeto, encontrar patrocinadores, burocracia do Estado são dificuldades, infelizmente. Por sorte, estamos conseguindo. Modéstia à parte, temos uma história linda para contar e muita gente quer saber qual é”, exalta.

O longa-metragem mostra os sonhos e frustrações de quatro jovens e como eles crescem a partir de experiências como o primeiro amor, a primeira grande perda, decisões importantes da vida adulta. “É romântico e dolorido. O filme se aproxima do universo do jovem brasileiro e dessa passagem tão importante para a vida adulta”, garante.

Mesmo tão jovem, Gabriel é cheio de sonhos e realiza diversos projetos ao mesmo tempo. "Tenho muitos planos, aliás, faço planos o tempo todo. Por sorte me apego em poucos. Sempre tive vontade de viver fora e buscar mais a fundo as origens da minha família. Tenho vontade de atuar mais vezes no mercado cinematográfico argentino, tive ótimas experiências quando vivi e interpretei personagens por lá", pontua. 

Tags relacionadas: TV

Notícia publicada Qui, 7 dez 2017 as 15:12, por Letícia Santiago.




-->