Assine

Por CARAS Online 6 meses atrás

Igreja comemora morte de Cory Monteith e promete protesto em velório

Igreja Batista Westboro, conhecida por protestar em velórios de pessoas que não seguiam suas crenças, disse que Cory Monteith incentivava o homossexualismo em 'Glee' e sugeriu que Lea Michele também 'se matasse'

A Igreja Batista Westboro, dos Estados Unidos, comemorou a morte de Cory Monteith pelo Twitter e agradeceu a Deus por ter ‘matado’ o ator. De acordo com a seita, o personagem de Cory na série Glee era um dos principais incentivadores de Kurt Hummel, um adolescente gay interpretado por Chris Colfer.

Conhecida como extremista e radical, a Westboro afirmou que Cory era um ‘homem rico’ que ‘incentivava gays’. Os líderes da organização, que se intitulam ‘profetas de Deus’, disseram que vão protestar no velório do ator pela conduta que ele teve em vida.

+ Cory Monteith não morreu por uso de drogas, diz autópsia

Em uma das mensagens publicadas no perfil da Igreja no Twitter, a Westboro, que tem mais de 15 mil seguidores, pede para que a atriz Lea Michele ‘também se mate’ e ‘case com Cory no inferno’.

De acordo com o HuffingtonPost, os protestos em velórios se tornaram uma prática comum dos líderes da Igreja. Em 2008, ele já planejaram viajar até o Canadá para uma manifestação no enterro de um jovem de 22 anos, que havia sido assassinado. A intenção deles era reclamar das políticas sobre aborto, divórcio e dos direitos dos homossexuais no país vizinho dos Estados Unidos.

+ Relembre a história de amor de Cory Monteith e Lea Michele

Tags relacionadas: Cory Monteith | teen

Notícia publicada Ter, 16 Jul 2013 as 15:39, por CARAS Online.


Mais Notícias de teen