Globo de Ouro: Amarelo e brilho dão glamour a laúrea

Assine

Por CARAS

Globo de Ouro: Amarelo e brilho dão glamour a laúrea

A 74ª- edição do Globo de Ouro faz tributo aos talentos da TV e da cinematografia

No tapete vermelho, o glamour e a elegância dividiram espaço com a ousadia e a sensualidade. No palco, os agradecimentos e as lágrimas de emoção se misturaram a discursos engajados e bem- humorados. Para alegria dos mais de 13 milhões de telespectadores, entre eles cinéfilos e fashionistas, a 74ª edição do Globo de Ouro, em Beverly Hills, foi de tirar o fôlego. Organizada pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, a noite premiou os melhores do cinema e da TV e confirmou o favoritismo do longa La La Land: Cantando Estações, que angariou sete troféus, entre eles Melhor Comédia ou Musical, Melhor Ator, para Ryan Gosling (36), e Melhor Atriz, para Emma Stone (28). “Este é um filme para sonhadores. Esperança e criatividade são as coisas mais importantes do mundo e é sobre elas que o filme fala”, disse Emma, a bordo de delicado modelito que, fazendo jus ao título, estava recoberto de estrelas. O estilo angelical de Emma também foi aposta de Lily Collins (27) e Hailee Steinfeld (20), ambas em looks dignos de princesas. “Eu acho tão divertido me arrumar para um tapete vermelho. Este vestido, por exemplo, está milimetricamente ajustado ao meu corpo. Preciso manter a postura reta para ele continuar harmonioso”, explicou Lily.

Homenageada com o Cecil B. DeMille Award, pelo conjunto da obra, Meryl Streep (67) protagonizou a catarse da noite ao criticar a xenofobia norte-americana, uma espécie de recado ao presidente eleito, Donald Trump (70). “Hollywood está lotada de forasteiros e estrangeiros e, se os deportássemos, vocês não teriam nada para ver além de futebol e lutas”, frisou Meryl em discurso.

Cor que promete roubar a cena nas premiações de 2017, o amarelo surgiu em diferentes tons e versões com Reese Witherspoon (40), Viola Davis (51), Maisie Williams (19) e Natalie Portman (35), grávida do segundo filho. “É difícil ser mulher em Hollywood ou em qualquer outra parte do mundo. É preciso que sejamos vistas além de nossos luxuosos vestidos”, disparou Reese. 

Clássicos, os modelos dramáticos imprimiram sofisticação às belas Olivia Culpo (24), com a estampa alegre e colorida, Jessica Biel (34), dona do decote mais generoso da noite, e Sarah Jessica Parker (51), que rendeu assunto nas redes sociais ao surgir com visual que lembrava a princesa Leia, da saga Star Wars, interpretada pela saudosa Carrie Fisher (1956– 2016). “Não foi minha intenção! Talvez tenha sido algo do meu subconsciente”, justificou ela.

E o que seria de uma das noites mais estreladas da sétima arte sem brilhos? Resplandecentes, Nicole Kidman (49), Drew Barrymore (41), Sofia Vergara (44), Isabelle Huppert (63) e Sarah Paulson (42) iluminaram a cerimônia com looks sparkling. “Meu coração vai pular para fora deste vestido!”, avisou a francesa Isabelle, ao ser anunciada Melhor Atriz em Filme de Drama, por sua atuação em Elle, desbancando as favoritas Natalie Portman e Amy Adams (42). “Acho que vou desmaiar”, disparou Sarah ao subir ao palco para receber a láurea de Melhor Atriz em Filme para TV ou Série Limitada, por American Crime Story: O Povo Contra O.J. Simpson.

Sempre na lista das mais bem vestidas, as eternas top models Naomi Campbell (46) e Heidi Klum (43) fizeram a lição de casa e deram show de estilo. “A postura e a confiança contam muito na hora de compor o look”, ensinou Heidi, em modelito preto e branco, logo após o fim da cerimônia pilotada por Jimmy Fallon (42), em clima de aquecimento para o Oscar.

Tags relacionadas: Hailee Steinfeld | Meryl Streep | Reese Witherspoon | Maisie Williams | Natalie Portman | Olivia Culpo | Jessica Biel | Sarah Jessica Parker | Globo de Ouro 2017 | red-carpet

Notícia publicada Qua, 11 jan 2017 as 10:01, por CARAS.






Mais Notícias de red-carpet