Assine

Por CARAS Online 7 anos atrás

PATRICIA MALDONADO E CELSO CAVALLINI

A APRESENTADORA DA RECORD ABRE O DÚPLEX ONDE VIVE HÁ 5 MESES COM SEU NOIVO

por Juliana Saboia "Felicidade é quando o que você pensa, o que você diz e o que você faz estão em harmonia." A frase do pacifista indiano Mahatma Gandhi (1869-1948), estampada na sala de estar do dúplex da apresentadora Patricia Maldonado (30), dos programas Tudo A Ver e Domingo Espetacular, ambos da Record, define o seu momento. Desde dezembro, a jornalista divide a cobertura de 110 m2, no bairro de Moema, em São Paulo, com o noivo, Celso Cavallini (35), repórter do programa Hoje em Dia, na mesma emissora. De quebra, há dois meses ela comanda sozinha o programa Tudo a Ver, que primeiro dividiu com Paulo Henrique Amorim (62) e, depois, com Luciano Faccioli (39). "Entrei nos 30 com o pé direito. Ganhei um programa, decidi morar com meu noivo,assumi mais responsabilidades", revela a jornalista, em entrevista exclusiva à CARAS, ao lado das cadelas Mauí e Bora, das raças maltês e bulldog, respectivamente. - O que muda nos 30? Patricia - Tudo. Sinto-me mais madura, tanto nos aspecto profissional como pessoal. Quando decidimos morar juntos, não tive medo de não dar certo. O mesmo aconteceu quando fui chamada para comandar um programa sozinha. Foi uma demonstração de confiança da emissora, além de um desafio que veio em boa hora. Celso - Essa é uma boa idade para casar. A gente já sabe o que quer, consegue aliar maturidade profissional com emocional. - Mesmo assim vocês pensam em oficializar a união? Patricia - Lógico! Vamos fazer tudo direitinho. Quero casar no papel. Sou do interior paulista, de Campinas. Cresci ouvindo a minha mãe falar de noivado, casamento. Disse ao Celso que iríamos morar juntos mas, antes, ele teria que pedir minha mão ao meu pai. Ficamos noivos em novembro. Celso - Casamento agora é uma questão de férias (risos). Vamos pensar nisso no fim do ano. Achei bacana pedir a mão dela em casamento. Nunca liguei para formalidades, mas como são importantes para ela, fiz com prazer. - Pretendem ter filhos logo? Patricia - Daqui a dois anos. Por enquanto, queremos nos dedicarà carreira e curtir a vida a dois. - Como foi a escolha deste apartamento de cobertura? Patricia - Demoramos sete meses para achar. Queríamos uma área externa boa para as cadelas. Também adoro tomar sol e reunir os amigos em um churrasco. Ao mesmo tempo, queríamos um apartamento pequeno porque não ficamos muito em casa. Ou seja, o lugar teria que ser grande e pequeno ao mesmo tempo! Celso - Era fundamental que tivesse um local bacana para eu editar minhas matérias. Para isso, transformamos o segundo quarto em escritório. - Foram vocês que decoraram? Patricia - Sim. Pensei em um espaço funcional e aconchegante. Gosto do estilo clean, claro, sem madeira. Se bobeasse, a casa seria toda branca. Mas pintamos uma parede grande de laranja para deixar o ambiente mais alegre e acolhedor. No mais, escolhemos móveis e objetos do meu apartamento antigo e outros do dele. Celso - Dei pitacos, mas a decoração ficou por conta da Patricia. Passamos uma tarde escolhendo as palavras que iríamos colar nas paredes do quarto e na sala. - Como é a rotina dos dois? Patricia - Acordo cedo, mesmo aos domingos. Durante a semana reservo a manhã para passear com os cachorros, ir à academia, ao médico, ao supermercado. Almoço com Celso e depois vou para a Record trabalhar. Celso - Não tenho horário fixo como ela, por isso não tenho rotina definida. - O que vocês mais admiram um no outro? Celso - A Patricia é uma mulher que arregaça as mangas e faz. Não tem tempo ruim no trabalho, é obstinada. No lado pessoal também, foi ela quem me paquerou. Patricia - Gostei dele, me fiz apresentar e pronto. Tudo muito rápido, pois sou prática (risos). Gosto do cuidado que o Celso tem comigo e com a relação. Ele liga sempre para saber se estou bem. - Gostam de cuidar da aparência, são vaidosos? Patricia - Agora achei uma academia perto de casa. Estou firme, faço musculação e diversas outras aulas. Sou vaidosa, sim. Adoro um creminho e um perfume. Quando a gente viaja, o Celso fica bravo porque ele sabe que, ao entrar numa perfumaria, fico horas... Celso - Entrei no jornalismo por meio do esporte. Fui nove vezes campeão paulista de jiu-jítsu categoria meio pesado. Há cerca de 14 anos, fui chamado para dar uma entrevista sobre defesa pessoal para um programa da Márcia Peltier, na Band. A diretora, Leonor Corrêa, irmão do Faustão, gostou de mim e me chamou para fazer um quadro no programa. Depois, passei pela Globo e pela SporTV, até chegar na Record, onde tive um quadro de esportes radicais no programa da Eliana. - Quais são as novidades no programa Tudo a Ver? Patricia - Passamos por uma reformulação, o programa hoje tem um outro formato. Antes, era uma revista eletrônica, com notícias e colunistas fixos. Agora, faz uma seleção das melhores matérias jornalísticas exibidas pela Record na semana. Estamos peneirando o leite, a nata da emissora está lá. Já consolidamos nossa audiência. Estou feliz porque desde a estréia estamos em segundo lugar todos os dias.

Tags relacionadas: noticia

Notícia publicada Seg, 15 Mai 2006 as 15:07, por CARAS Online.


Mais Notícias de noticia