Assine

Por CARAS Online 4 anos atrás

PAOLA OLIVEIRA ENTRE A SEXY E A MOLECA

Ela brinca com sua dualidade e comemora novo reinado à frente da bateria

Escola de samba que traz o maior número de globais em seus desfiles, a Grande Rio tradicionalmente troca suas rainhas de bateria todos os anos. Mas a beleza e o carisma de Paola Oliveira (26), aliados à sensação que provocou na avenida, mudaram as regras. A atriz permanece no posto em 2010. O sucesso e a fama que vem conquistando desde 2005, quando estourou em Belíssima, não transformaram, no entanto, a essência da jovem que sonhava em ser fisioterapeuta. "Minha vida é que mudou. Continuo a mesma Paola. Vou ao supermercado de coque, sei quanto custa o quilo do quiabo. As pessoas se surpreendem com isso ou ao me ver comprando parafuso em loja de material de construção", diverte-se ela, na Ilha de CARAS. Solteira desde o fim da relação de um ano com Maurício Mattar (44), em abril de 2008, Paola desmente a lista interminável de namorados que lhe atribuem, o último deles, Gaetano Lops (34), ex de Elba Ramalho (57). "Não entendo por que não posso estar radiante mesmo solteira", argumenta ela, que na virada do ano brilhou no filme Entre Lençóis, em que aparece nua na maior parte do tempo, e está de férias na TV desde o fim de Ciranda de Pedra, em outubro de 2008. Com medidas irretocáveis, 57 quilos em 1m70, a paulistana surpreende ao admitir que ainda não se acostumou com os decotes das cariocas. "Sou um pouco caipira", brinca ela, que inicia em maio as filmagens do longa Uma Professora Muito Maluquinha. - Pronta para ser rainha de bateria de novo em 2010? - Com certeza. Foi uma experiência incrível. Tenho muito carinho pela Grande Rio. Me perguntaram que nota me daria, não dou nota nenhuma. Só posso afirmar que tenho samba no pé. Nunca fiz aula. Gosto do que é popular. E tenho orgulho em dizer isso, mesmo com essa cara de lady da corte francesa que dizem que tenho. - E você se sente sexy? - O ser sexy é um momento, uma produção. Você faz uma foto e se sente assim, coloca o cabelo de um jeito. É diferente de ser sexy na vida. Se for o tempo inteiro, vai parecer aquela mulher do aeroporto Tom Jobim com voz sensual. (Paola imita): 'Atenção, senhores passageiros'. Acho over. Se me deixarem, ando descalça sempre, embora também ame salto alto. Essa mistura sou eu. Se sou mais sexy ou moleca, não sei quantificar. - Já fez cirurgia plástica? - Fiz uma lipo na perna. Queria que a coxa diminuísse, mas não diminuiu. Tenho pernão, bumbum. Sou mulher brasileira e assumi isso. Quando era adolescente, não gostava de ter cabelo cacheado. E com o corpo era a mesma coisa. Agora malho. Passo um pouco de fome, mas tenho um resultado. Meu corpo é melhor hoje do que há alguns anos. Mas sou disciplinada. E mais feliz. - Mudou com o sucesso? - Me preocupo mais em como me enxergam, não fisicamente. Tenho carinho e respeito com o público. Coisas que eram pequenas em meu dia-a-dia, agora são vistas com lente de aumento. - Você está solteira ou conhecendo melhor o Gaetano Lops? - Estou solteira. Não temos nada. É só mais um boato. - Você é bonita, famosa e está sozinha há quase um ano... - Estou feliz. Temos que ter um momento que é da gente, de trabalhar e se cuidar. Não tenho tempo, nem necessidade de estar com alguém. Vou sentir o momento. - Qual tipo de homem não teria a menor chance com você? - Sou um pouco complicada, cautelosa. Gosto de saber onde estou pisando. A pessoa para me conquistar não deve ser over. Qualquer coisa que beira ao exagero, muita ostentação ou falação, não gosto. Admiro quem é tranquilo. Às vezes, vejo alguém muito bonito. E daí? Muitas vezes acontece de ter alguém meio escondido, lá no cantinho, que pode ser bem mais interessante. Normalmente, as pessoas que gosto, eu só vejo na segunda vista. - Mas leva muita cantada? - Por ser bonita, nova, ter feito filme pelada (Entre Lençóis), pensam que sou cantada o tempo todo. Pelo contrário. Não sei se é pela minha postura ou forma como lido com as pessoas. Quando pensam que vão ver a mulher do aeroporto (risos), encontram uma criatura normal, que fala besteira, é bagunceira. Aí acaba com essa história.

Tags relacionadas: noticia

Notícia publicada Ter, 17 Mar 2009 as 15:25, por CARAS Online.


Mais Notícias de noticia