Assine

Por CARAS Online 5 anos atrás

CONCHIGLIONE

Conchiglie, conchigliette e conchiglione são as graciosas formas de macarrão que no Brasil chamamos conchas, conchinhas e "conchonas", ou conchas grandes. A grafia original, italiana, é que na maioria das vezes aparece nas embalagens. Na língua inglesa elas são chamadas shell, baby shell e jumbo shell. Esses e outros formatos pertencem à fase industrial do macarrão. O macarrão primitivo foi desenvolvido pelos sicilianos, de raízes árabes-mouriscas, e foi mencionado pela primeira vez num tratado de 1154. Atualmente se produz na Itália mais de uma centena de macarrões de formatos diferentes, tanto industrial como artesanalmente. As conchas têm a forma das conchas do mar, com uma abertura longitudinal e estreita e pontas afuniladas. A referência marítima faz lembrar da costa do Mar Mediterrâneo, onde são comuns na dieta. Elas podem ser coloridas com tinta de lula, espinafre, cenoura, tomate. As grandes são ideais para serem recheadas e, para evitar que se quebrem durante o manuseio ou se desmanchem ao cozinhar, têm espessura mais grossa. Para dar maior aderência ao molho, a maioria delas é riscada. A afinidade de forma e tamanho, assim como o contraste de cores, faz das conchiglione ótima massa para se aliar a mariscos, servidos com a própria concha, e a outros frutos do mar, como é o caso do prato italiano clássico Conchiglie pescatore, feito com vieiras, mexilhões, cogumelos e camarões cozidos no vinho e aromatizado com pimenta-do-reino, salsa, alho, cebola e azeite de oliva. Mas outros recheios de ricota, carnes e queijos são comuns, com as conchas cobertas com molho branco ou de tomate e levadas ao forno para gratinar.

Saúde

É ruim para Pessoas com doença celíaca, ou seja, alérgicas ao glúten do trigo; e pessoas em regime para emagrecer, que devem evitar o macarrão em especial com molhos fortes. É bom para Atletas e pessoas que tenham alto gasto de energia, porque o macarrão é um alimento bastante calórico e ainda apresenta a vantagem de ser de digestão muito fácil e rápida.

Ficha técnica

100 g de conchiglione cozidas contêm: Calorias - 146 Proteínas - 5 g Glicídios - 30 g Fibras - 0,799 g Vit. B2 - 0,099 mg Vit. B6 - 0,080 mg Folacina - 3,07 mcg Niacina - 1,4 mg Ác. pant. - 0,106 mg Cálcio - 10,7 mg Cobre - 0,113 mg Ferro - 1,61 mg Magnésio - 13 mg Fósforo - 65,3 mg Potássio - 79,2 mg Selênio - 8,46 mcg Sódio - 0,769 mg Zinco - 0,47 mg

Como se escolhe

As conchiglione são sempre secas. Podem se encontradas facilmente em qualquer supermercado de praticamente todo o país. Prefira as de trigo de grão duro - todas as marcas italianas o são, por lei -, pois são mais resistentes e mantêm a forma depois de cozidas. As feitas de trigo comum, ou trigo mole, se quebram facilmente, além de perderem o formato e aderirem umas às outras depois de cozidas. Prefira também as que estão embaladas em caixas, que oferecem maior proteção contra quebras. Observe sempre o prazo de validade e as condições do produto e da embalagem. Verifique se a massa seca não apresenta resíduos no fundo da embalagem ou mesmo furos de carunchos.

Como se prepara

Para que as conchiglie mantenham o formato depois de cozidas, siga a regra do 10, 100, 1000, ou seja, 10 g de sal para cada 100 g da massa e 1000 mililitros - 1 litro - de água. Ponha a água num caldeirão até ocupar 3/4 de seu volume. Ao ferver, abaixe o fogo e junte o sal. Espere ferver de novo. Ponha a massa e aumente o fogo para que a água volte logo à fervura. Cozinhe pelo tempo indicado na embalagem, ou até que fique al dente - as conchas grandes levam cerca de 15 min para ficaren macias, mas firmes. Se mordidas, devem apresentar certa resistência aos dentes. Embora não seja necessário, pode-se juntar azeite, óleo ou manteiga à água, pois aromatiza e impede a formação de espuma.

Minha receita

Andrea Saladini (decoradora)Andrea Saladini (decoradora) Indico estas conchiglione com abóbora ao molho de amêndoa. Ponha 400 g de abóbora-moranga em pedaços numa panela. Cubra de água e cozinhe. Retire. Passe a abóbora a um escorredor e deixe esfriar (reserve o caldo). Bata-a no liquidificador com 1/2 col. (sopa) de açúcar, pimenta, sal e 1 col. (sopa) de creme de leite, em velocidade média, por 4 min. Se ficar muito consistente, junte caldo. Reserve. Cozinhe 1 pacote de conchiglione em água e sal. Escorra. Recheie-as com abóbora. Ponha num refratário. Reserve aquecidas. Faça o molho. Derreta 80 g de manteiga numa panela em fogo baixo. Aumente o fogo e ferva por 3 min. Ponha 1 xíc. de amêndoas picadas, abaixe o fogo e cozinhe por 5 min. Tempere com sal e pimenta. Tire do fogo. Junte raspas de 1 limão. Regue as conchiglione. Sirva logo.

Tags relacionadas: noticia

Notícia publicada Seg, 16 Jun 2008 as 11:31, por CARAS Online.


Mais Notícias de noticia