Assine

Por Kellen Rodrigues 1 ano e 6 meses atrás

'Chiquititas' completa 15 anos. Veja por onde anda o elenco!

A novela que marcou a infância de muitas crianças na década de 1990 completa 15 anos neste sábado, 28. Fernanda Souza (Mili), Pierre Bittencourt (Mosca), Paulo Nigro (Júlio) e Felipe Chammas (Rafa) contam como foi participar de 'Chiquititas'!

Há exatamente 15 anos estreava no SBT a novela Chiquititas, que se tornaria um fenômeno entre as crianças e um sucesso de audiência no horário nobre da emissora pouquíssimo tempo depois. No dia 28 de julho de 1997 foi ao ar o primeiro capítulo das aventuras e dramas das crianças do orfanato comandando pela doce diretora Carolina (Flávia Monteiro).

Uma década e meia depois, nem o próprio elenco se dá conta que o tempo passou. “Caraaaaaaaaaca! 15 anos, já?”, respondeu Pierre Bittencourt (28), o Mosca, ao pedido de entrevista para falar da novela. O mesmo sentimento que tem Fernanda Souza (28), a Mili, protagonista entre o elenco infantil. “Pra mim foi ontem à tarde, passou muito rápido. Eu era uma criança e agora sou uma adulta”, disse a atriz.

O que também é unanimidade entre os atores é a felicidade em ter participado da produção gravada na Argentina e exibida no SBT até 2001. “Tenho o maior orgulho de ter feito a Mili. Sou fã de Chiquititas. Acho que foi a última novela que tinha pureza de verdade, nem uma gota de sensualidade, de violência, era só magia, alegria. Eu deixaria meu filho ver Chiquititas tranquilamente”, conta Fernanda.

Trabalho e diversão

Após uma maratona de testes, as crianças - cada um com um responsável legal - arrumou as malas e foi morar em Buenos Aires, onde a novela era feita em parceria com a Telefé. Longe dos amigos e familiares, eles encontraram no próprio elenco e nos colegas de escola uma nova família. “Eu até costumo dizer que a rivalidade Brasil-Argentina a gente não encontrou nada disso. Os argentinos nos receberam muito bem. Em 2010 eu voltei lá para reencontrar os meus amigos, fui visitar a TV... tenho muita saudade desse pessoal”, conta Paulo Nigro (28), que fez o Júlio, par romântico da Mili.

As crianças frequentavam o colégio de manhã e entravam em estúdio à tarde para seis horas de gravações. “Eu gostava de trabalhar, levava mais como uma diversão que como um trabalho”, conta Felipe Chammas (28), que deu vida ao Rafa.

Aos finais de semana, a diversão também era em grupo. Muitas vezes eles passeavam por pontos turísticos da capital argentina. “Praticamente todo final de semana, ou uma duas vezes por mês, a galera ia para o Parque De La Costa, era na beira do rio, era legal pra caramba”, lembra Pierre.

Anonimato na Argentina, fenômeno Brasil

Como as gravações eram realizadas na Argentina, os atores não sentiam no dia a dia o sucesso que faziam no Brasil. A primeira vez que voltaram ao país após a estreia na novela, para participar do programa Domingo Legal, foram surpreendidos por uma multidão de fãs no aeroporto e aí caiu a ficha que eram ídolos. “Na hora do desembarque no aeroporto tinha muita gente gritando. Deu um susto, acho que ninguém estava esperando que fosse uma coisa tão grande como era realmente era”, conta Paulo, que hoje está na Record. “A sensação é tipo ser jogador de futebol. Todo moleque sempre sonhou em ser jogador, daí o cara quando vê o cordão de isolamento de segurança, gritaria... eu pensei ‘caraca eu sou famoso pra caramba’. Foi legal, até hoje eu sou bem nostálgico”, diverte-se Pierre.

O carinho do público era recebido em forma de cartas. “Hoje em dia todo mundo tem Twitter, fala com a gente por ali. Acho que foi um dos poucos programas que viveu essa coisa das cartas”, acredita Fernanda. “Recebi uma carta de 350 metros de uma fã com eu te amo”, recorda Felipe.

Danças

Um dos grandes sucessos da novela foi a trilha – ao todo foram seis CDs gravados – e divertidos clipes exibidos em meio às cenas. "Eu sempre fui muito desengonçado, para mim era muito difícil, mas eu me ajeitava", revela Felipe, o mais velho da turma. “As músicas que eu mais gostava era Tudo Tudo, que eu sei a coreografia até hoje, e Amigas, que tem uma letra muito linda e a gravação do clipe foi muito especial. Fizemos em São Paulo, em pontos turísticos, no final a gente se molhava com mangueira, foi muito especial”, entrega Fernanda, que recentemente causou alvoroço nas redes sociais ao confessar que nunca cantou nos discos da novela, apesar dos fãs sempre acharem que era dela a voz nas músicas da Mili.

A vida pós Chiquititas

A medida em que foram deixando a novela, algumas crianças formaram o grupo As Crianças Mais Amadas do Brasil e embarcaram em turnê pelo Brasil. "Fizemos um show com 44 mil pessoas em estádio de futebol, era o maior sucesso", conta Paulo. Fernanda participou apenas de oito apresentações ao lado dos colegas. "A coisa mais especial que vivi foi um show na Via Funchal, em São Paulo. A gente teve contato mesmo com o público e era uma energia muito forte que a gente nunca tinha experimentado. Me lembro que dias antes eu não conseguia dormir de tão emocionada que eu estava".

Após a turnê, cada um seguiu um caminho – nem sempre na vida artística. Foi o caso de Felipe. “Tentei continuar na carreira, mas foi difícil. Tentei até os meus 19 anos e acabei desistindo e parti para outra profissão. Fui trabalhar em um monte de lugares e hoje trabalho como comissário de voo na Gol”, conta. Já Pierre voltou para o teatro infantil e atuou também na novela Pequena Travessa, do SBT. Atualmente ele trabalha com dublagem de seriados, tem um quadro no humorístico A Praça é Nossa e está em cartaz com a peça O Cunhado ao lado de Andréa Nóbrega e Márcio Amaral. "Minha ideia é fazer um trabalho que eu acredite, que eu vá levar alguma coisa pra galera", diz.

Paulo Nigro passou pela TV Cultura, Bandeirantes, Globo e hoje está no elenco da minissérie José - De Escravo a Governador, da Record. Fernanda Souza está na Globo desde que deixou o SBT. “Chiquititas me abriu portas gigantescas, me deixou conhecida nacionalmente e me deu convite pra Globo. Me ensinou muita coisa porque foi a primeira experiência que eu tive com volume grande de texto, uma novela que todas as crianças eram protagonistas. Fora ter mudado de país, conhecido outra cultuira, aprendido outra língua. Fiz parte da infância de muitas pessoas, é delicioso ter sido companheira, mesmo que distante, dessas meninas”, finaliza a atriz.

O elenco de Chiquititas contou ainda com nomes bem conhecidos hoje em dia, como Carmo Dalla Vecchia (40), Bruno Gagliasso (30), Jonatas Faro (23), Débora Falabella (33), Carla Diaz (21), Kayky (23) e Sthefany Brito (25). Confira na galeria por onde andam alguns participantes da primeira temporada da novela!

Tags relacionadas: noticia

Notícia publicada Sáb, 28 Jul 2012 as 08:28, por Kellen Rodrigues.


Mais Notícias de noticia