Assine

Por CARAS Online 5 anos atrás

ASPARGO EM CONSERVA

Da família das liliáceas, o aspargo (Asparagus officinalis L.) é encontrado em várias partes do mundo, mas parece que é originário do leste do Mediterrâneo e da Ásia Menor. Ele prefere regiões de inverno frio e seco, situação ideal para seu desenvolvimento, pois precisa de um período de dormência. O broto comestível cresce a partir de uma gema no rizoma. Quando exposto à luz solar, torna-se verde pela fotossíntese. Se coberto, o caule permanece pálido e se alonga em busca de luz. Obtêmse aspargos brancos cobrindose as leiras a até 30 centímetros de altura. Isso faz os brotos crescerem retos, o que aumenta sua qualidade. Os aspargos brancos são os preferidos para o preparo de conserva no Brasil, mas se usa também os verdes, cor definida pela variedade e pela exposição à luz solar. O cultivo de aspargo no país foi introduzido pelo engenheiro agrônomo Oscar Rheingantz nos anos 1930, em Pelotas, Rio Grande do Sul. De início era produzido sobretudo para o preparo de conservas. As primeiras plantas e as práticas de manejo adotadas foram as européias, mas logo também cultivares americanos começaram a ser plantados. Em 1979, a cultura foi estendida ao norte de Minas Gerais e à Região Nordeste. A maior parte se destina à industrialização, por isso não é fácil encontrar aspargo fresco. Enquanto este é frágil e perecível, conservando-se por apenas dois dias na geladeira, a conserva dura meses em temperatura ambiente. O vegetal fresco é um dos mais caros, em geral encontrado em agosto e setembro. Enlatado, está disponível o ano todo, dando ótimos cremes e sopas. Combina com creme de leite e queijos, que o deixam com sabor ainda mais sofisticado. E são muito práticos para se preparar molhos para massas.

Saúde

É ruim para Ser consumido livremente por todas as pessoas que controlam o sódio em sua dieta, porque o produto em conserva apresenta alto teor daquela substância. É bom para Quem faz regime de emagrecimento ou pretende/precisa manter o peso, pois é um alimento que tem baixo valor calórico e uma quantidade ínfima de gordura.

Ficha técnica

100 g de aspargo em conserva contêm: Folacina - 104 mcg Ác. pant. - 49,2 mg Vit. C - 32,9 mg Vit. E - 1,98 mg Cálcio - 22,3 mg Cobre - 0,153 mg Ferro - 0,68 mg Magnésio - 17,9 mg Fósforo - 52,2 mg Potássio - 301 mg Calorias - 22,3 Proteínas - 3,05g Gordura - 0,219g Carboidratos - 2,75g Vit. A - 897 UI Vit. B2 - 0,123 mg Vit. B6 - 0,153 mg Vit. B3 - 1,13 mcg

Como se escolhe

Aspargos em conserva são encontrados em latas ou vidros nos supermercados. Os brancos são mais macios, mas os verdes são mais nutritivos, pois têm mais carotenos. Confira as condições da embalagem, que não pode ter ferrugem nem estufamento. A tampa precisa estar plana. Latas ou vidros não devem produzir barulho de pressão ao serem abertos e o cheiro deve ser suave. Verifique se o rótulo está intacto e se tem informações como nome do produtor, ingredientes, valor nutricional e data de validade. Ao comprar aspargos em vidro, veja se estão retos, uniformes e com as pontas intactas. Rejeite se estiverem danificadas. O líquido deve estar límpido. Com as latas, certifique-se disso ao abri-las.

Como se prepara

Para não machucá-los, retireos da lata ou do vidro com cuidado sobre um prato grande que possa receber o líquido - este pode ser usado em molhos, caldos, sopas, risotos. Enlatados são moles, ideais para cremes, sopas e molhos ou incrementar pratos com o legume fresco. Faça um creme de aspargos frescos e com conserva - os talos do fresco devem ser descascados para retirar as fibras que os recobrem e cozidos em água por 11 min, juntando as pontas nos últimos 3 min, pois cozinham mais rápido. Para cada grupo de 8 aspargos frescos, junte 1 lata de aspargos em conserva. Refogue em manteiga e junte caldo de legumes. Bata no liquidificador, coe e engrosse com um pouco de molho branco.

Minha receita

Vivi Barros (banqueteira)Vivi Barros (banqueteira) Suflê de batata com aspargos à beurre noisette. Faça um molho béchamel (em fogo baixo). Numa frigideira, derreta 30 g de manteiga e, aos poucos, junte 30 g de farinha de trigo, cozinhando até dar um creme. Ponha, aos poucos e mexendo, 150 ml de leite. Mexendo, deixe engrossar. Tempere com noz-moscada, sal e pimenta. Reserve. Misture 150 g de batata cozida e 80 ml de creme de leite aquecido. Cozinhe, mexendo, até tornar-se purê. Incorpore o béchamel e 2 claras em neve. Reserve. Refogue 90 g de aspargos em conserva em 50 g de manteiga clarificada temperada. Unte um ramekin com manteiga. Ponha o aspasgo. Cubra com creme. Asse a 200 graus até o suflê crescer.

Tags relacionadas: noticia

Notícia publicada Sex, 18 Jul 2008 as 15:06, por CARAS Online.


Mais Notícias de noticia