Assine

Por CARAS Online 4 anos atrás

O refúgio de Celso Portiolli e sua Suzana

Dono do Domingo Legal abre a casa em que vive com a amada e os filhos Laura, Luana e Pedro

Passados somente quatro meses de sua estreia no comando do Domingo Legal, em 12 de julho, Celso Portiolli (42) já mostrou a que veio: a audiência do dominical do SBT, até então capitaneado por Gugu Liberato (50), subiu de 8 para 10 pontos em média, atingindo inédito primeiro lugar na média geral do Ibope. Apaixonado pela profissão, o caçula de 12 irmãos, nascido em Maringá, no Paraná, mantém uma relação visceral com o microfone. Obstinado, jamais desistiu de perseguir o sonho de ficar frente a frente com a plateia, com a qual estabelece uma simbiose que faz seu coração pulsar acelerado. É ao lado de Suzana (32), sua companheira há 17 anos, com quem está casado há 12 e tem três filhos, Laura (9), Pedro Henrique (7) e Luana (3), que o carismático apresentador compartilha a alegria da vida em família. A parceira de jornada, que topou deixar Ponta Porã (MS), em 1994, num Monza velho, rumo a São Paulo e ao sonho do amado de trabalhar para Silvio Santos (78), se assume a cada dia mais apaixonada. "Ele é meu príncipe", declara ela. "Nos amamos e nos respeitamos", diz o apresentador. Há dois anos, o casal trocou o apartamento em que vivia por uma ampla e confortável casa na Grande São Paulo. Com projeto de Celso e decoração de Suzana, que estuda Design de Interiores, a residência de dois andares, sala de jogos, piscina, sauna, churrasqueira, quadra de esportes, estúdio e sala de cinema é o refúgio planejado para o aconchego familiar e o lazer dos herdeiros. - Como vocês definem o estilo da casa dessa grande família? Celso - É contemporâneo. Gostamos de móveis modernos e decoração muito clean e aconchegante, o que é importante principalmente quando se tem crianças. Tudo foi feito pensando neles. Suzana - Eu gosto de misturar objetos e cores. As salas têm vários tons, como bege, vermelho e marrom. Os objetos eu gosto de comprar nas viagens que fazemos. - Celso, qual o recanto preferido de cada membro da família? - Luana, a caçula, gosta do home theater. Se deixarmos ela assiste a filmes o dia todo. Pedro adora brincar no sótão, no quarto e na área externa. A Laura também gosta de brincar no quarto. Eu tenho dois cantos favoritos: o estúdio e a churrasqueira. Suzana também prefere o home theater, onde a família adora se reunir para ver um bom filme e comer pipoca. - O primeiro endereço de vocês em São Paulo foi um apartamento. O que buscavam com a mudança para uma casa? - Tanto eu como a Suzana fomos criados em casa no interior (ele em Maringá; ela em Santo Anastácio, interior de São Paulo). No apartamento não nos sentíamos muito à vontade. Então procuramos por mais espaço para as crianças. Hoje percebo que eles são superfelizes. - Vocês estão juntos há 17 anos. Qual o segredo para um casamento bem-sucedido? Celso- Não há segredo. Onde há amor existe respeito, dedicação e companheirismo. Cada um tem que saber ceder na hora certa. Suzana - O segredo é o amor. Nós nos conhecemos muito bem, temos muita cumplicidade. Ele é minha cara-metade. - Como é o Celso pai? Celso - Sou amigo e carinhoso. Não vou dormir sem passar de quarto em quarto para dar um beijo e puxar a coberta. Sou bem babão, embora seja sério quando é preciso, aí basta um olhar. Suzana - O Celso é um pai atencioso e carinhoso. As crianças são supergrudadas nele. - Quais os valores que você e a Suzana incutem nos filhos? - Religião, respeito, honestidade, sinceridade, enfim, ensinamos que as pessoas que mais os amam são seus pais, que somos seus verdadeiros amigos e sempre estaremos presentes. - Como é a personalidade de cada um dos três? - Todos são carinhosos, mas há muita diferença entre eles. A Laura, a mais velha, é supermeiga, sentimental. Sempre escreve recados que nos deixa emocionados. O Pedro é tímido e engraçado ao mesmo tempo. Ele tem uma veia artística incrível; aos 6 anos já imita várias vozes de personagens de desenhos animados. Já a Luana é um pouco temperamental, mas é a mais engraçada da casa, tem um jeito especial de se comunicar. - Eles acompanham seu programa na TV? Dão opinião? - A Laura é a mais ligada. Pede sempre para ir à TV. Quando chego do trabalho ela comenta o que gostou e o que não gostou. O Pedro gosta dos desenhos e a Luana não vive sem um filme. - Como as crianças lidam com a fama do pai? - O Pedro começa a entender isso agora. A Luana acha estranho quando me vê num comercial e estou com ela em casa. Acho que ainda não compreende como isso é possível. E a Laura é toda orgulhosa de o pai trabalhar na TV. - Qual é o programa preferido de toda a família? - Eu e a Su gostamos muito de esquiar. A Laura e o Pedro aprenderam e também adoram. Estamos programando levar a Luana para conhecer a neve. - Você construiu uma longa carreira no rádio antes de chegar à TV. Houve receio de abandonar tudo o que havia obtido em nome de realizar um sonho? - Eu tinha anos como locutor quando surgiu a oportunidade de fazer um programa na TV em Curitiba. A princípio eu recusei por medo. Minha timidez era uma barreira. No rádio ninguém me enxergava. Fui ameaçado de demissão caso não topasse fazer o programa. Aceitei e começou a paixão. Nunca tive medo dos meus sonhos, eles me norteiam. - Em algum momento você achou que não conseguiria se tornar apresentador? Celso - Eu sabia que um dia eu seria. Tenho fé e determinação. Suzana - Viemos de Ponta Porã para São Paulo num Monza velho (risos). Eu achava meio loucura, mas foi pelo sonho dele de trabalhar com o Silvio Santos. - Mas a princípio houve resistência de Silvio Santos? - Em 1993, mandei a ele uma fita em que falava 50 minutos sobre meu trabalho no rádio e no final sugeria 11 ideias de posicionamento de câmera escondida para o Topa Tudo por Dinheiro. Quando consegui um encontro com Silvio Santos, ele me ofereceu 500 reais para ser free lancer de redator e produtor e eu aceitei. Ele quis saber o motivo, achou que eu fosse doido. Falei que era meu sonho. Até o momento em que fui pedir uma chance, ele sempre afirmou que eu não seria apresentador. Disse a Silvio saber que a grande oportunidade da minha vida seria dada por ele. Deus me inspirou e disse coisas que fizeram os olhos dele brilhar, até que ele falou: 'Seu dia vai chegar'. - O que é sucesso para você? - É uma estrada longa e árdua. A felicidade não está no fim dela e sim em sua extensão. - Como é estar à frente do Domingo Legal? - É a chance do momento. É um programa com quadros em que posso mostrar meu trabalho. - Como é sua relação com Silvio Santos? - É muito boa, profissional. Existe muito respeito entre nós.

Tags relacionadas: noticia

Notícia publicada Ter, 17 Nov 2009 as 23:50, por CARAS Online.


Mais Notícias de noticia