Assine

Por CARAS Digital

Taylor Swift comenta caso de assédio sexual: "Não se culpe"

Em 2013, a cantora teve seu vestido levantado por um DJ

Taylor Swift falou sobre o caso de assédio sexual que sofreu em 2013.

A cantora acusou o DJ, David Mueller, de levantar seu vestido e apertar seu bumbum no camarim de seu show durante uma sessão de fotos com os fãs, conhecido como 'meet e greet'.

"Ele enfiou a mão no meu vestido e agarrou minha bunda. Eu me retorci, mexi para o lado para me afastar dele, mas ele não soltou. Pensei que se ele era descarado o suficiente para fazer isso comigo sob essas circunstâncias arriscadas, imagine o que poderia fazer com uma artista vulnerável e jovem, se tiver a chance. Era importante que eu denunciasse o incidente à sua estação de rádio porque achava que eles precisavam saber. Eles investigaram o caso e o demitiram. Dois anos depois ele me processou, disse em entrevista ao 'Time'.

Ela ainda relembrou que, na época, sua mãe estava doente e não conseguiu ir ao tribunal. "Eu estava com raiva. Naquele momento, eu decidi renunciar a todas as formalidades do tribunal e apenas responder às perguntas da maneira como aconteceu. Este homem não considerou nenhuma formalidade quando me agrediu e seu advogado não privou nem minha mãe. Por que eu deveria ser educada?"

"A sociedade faz com que essas coisas pareçam tão ocasionais. Meu conselho é que você não se culpe e não aceite a culpa que os outros tentarão colocar em você. Você não deve ser culpada por esperar 15 minutos ou 15 dias ou 15 anos para denunciar agressão sexual ou assédio, ou pelo que acontece com uma pessoa depois que ele ou ela faz a escolha de assediar ou atacar sexualmente", concluiu.

Tags relacionadas: MUSICA

Notícia publicada Qui, 7 dez 2017 as 10:12, por CARAS Digital.




-->