Assine

Por CARAS

Solteira, Paloma Bernardi relaxa na Ilha: "Estou sozinha, mas estou bem"

“Vivo uma fase mais solitária. Estou sozinha, mas estou bem”, disse a atriz

Os últimos 10 meses têm sido de grande aprendizado para Paloma Bernardi, que completará 33 anos dia 21. A atriz conta que vive um momento de transformação. “Hoje, o foco sou eu! Estou na fase de olhar para o meu coração, de pensar o que me faz bem”, sentencia ela, na Ilha de CARAS.

E, entre suas certezas, percebeu que está mais seletiva nos relacionamentos e mais entregue ao presente. “Sou ansiosa. Prefiro viver um dia de cada vez”, avalia ela, solteira desde junho, quando acabou o relacionamento de cinco anos com Thiago Martins (29). Atualmente, Paloma interpreta Isabela na novela Apocalipse, da Record TV, e também está no ar na internet na radionovela Os Bollagattos.

– O que te faz feliz?

– A minha família, a minha arte, a minha independência.

– Ser seletiva dificulta em uma relação amorosa?

– Hoje sei o que não quero, o que não me faz feliz. O que me completa e o que me preenche. Preciso de reciprocidade.

– Como assim?

– De jogar junto. Em qualquer relacionamento, você precisa ter uma pessoa lado a lado, com os mesmos objetivos, os mesmos sonhos, os mesmos desejos... Um completando o outro. Não adianta um estar lá e o outro estar cá.

– Bate solidão?

– Ultimamente, tenho vivido uma fase mais solitária. Estou sozinha, mas estou bem. Bem comigo mesma. Tem gente que está rodeada do mundo. Para essas pessoas, a vida é uma alegria, uma farra, só pagode, e, quando vê, está sozinha no mundo. Se estou sozinha, estou com Deus. Gosto de festa, de dançar, adoro um jantar com vinho...

– Está mais segura...

– Quero viver muita coisa. A arte nos abre um leque de possibilidades e eu tenho vontade de viver tudo. Mas, nas outras questões, sou um pouco mais tranquila. Prefiro viver o presente.

– Não planeja mais nada?

– Deus sabe o que faz. Acho que tudo o que planto hoje, vou colher amanhã. As atitudes que tenho refletem meus sonhos. Sei onde quero chegar profissionalmente, quero ter uma família daqui uns anos. E, para chegar neste lugar, o que preciso fazer hoje? Não adianta ser uma molecona para o resto da vida. Sou uma mulher. Comprei meu apartamento. Plantei lá atrás e estou colhendo. Para os meus sonhos de me realizar profissionalmente, ganhar um Oscar, por exemplo, tenho que prestar atenção nas minhas atitudes hoje. Se eu viver uma coisa vazia não vou chegar onde quero, jamais.

– Mas o que preservou?

– A minha espiritualidade é muito menina, não deixei a criança morrer dentro de mim. Em relação ao corpo, sinto dificuldade. Antes, uma semana que eu fechava a boca, malhava e tudo mais, já tinha um resultado. Hoje, nossa! Malho, faço uma dietinha basiquinha, danço e, quando subo na balança... Não muda! Mas quando tenho um objetivo, faço aquilo com mais vontade para chegar lá.

– Falando em trabalho, você passou pelo SBT, Globo e agora a Record. Agrada todos os gostos e públicos, não acha?

– Minha profissão não é uma emissora, é atriz. A Isabela, minha atual personagem, era uma mulher pé no chão... Se casou e vive uma manipulação afetiva. Ou seja, onde tiver boas histórias para contar, vou estar ali para viver a minha arte.

Tags relacionadas: ILHA-DE-CARAS

Notícia publicada Qua, 11 abr 2018 as 14:04, por CARAS.