Os passos firmes da top Isabela Eing

Assine

Por Luciana Marques

Os passos firmes da top Isabela Eing

Modelo conta na Ilha de CARAS como venceu em um mundo tão competitivo

Com 21 anos de idade e seis de carreira, a modelo Isabela Eing, natural de São Ludgero, município catarinense com menos de 15000 habitantes, já enumera conquistas. Ela, que ingressou no universo da moda aos 15 anos e dois anos depois já partia para temporada de trabalhos em Nova York, lembra da emoção que teve ao poder realizar sonhos com seus primeiros cachês. “Consegui dar aos meus pais, Rosinete e Nilson, uma casa e um carro. É a melhor parte da carreira, ajudar a família”, conta. Mas até se destacar em editoriais de moda, campanhas publicitárias e desfiles, Isabela admite que chegou a cogitar abandonar o barco. “Várias vezes. Mas foi rápido e passou porque não me vejo fazendo outra coisa. Amo minha profissão”, assegura ela, que passa temporada de trabalho em Londres.

– Você não é de desistir fácil?

– Sou bastante determinada. Não pode desistir! Levei muitos nãos antes de um sim. Uns 10, talvez. No começo, é muito difícil. Mas até você engrenar, precisa ter foco. E eu sou assim.

– Acha que tudo tem acontecido no momento certo?

– Sim. Antes, não tinha maturidade o suficiente para lidar com tudo isso, mas, com o tempo, a gente vai amadurecendo. Você precisa estar com a cabeça forte e equilibrada nesse trabalho. A minha família sempre foi uma grande base para mim. Me deu segurança, educação. É importante para não ficar solta porque, nesse meio, é muito fácil desvirtuar.

– Quais os prós e os contras da carreira de modelo?

– O lado ruim é ficar muito sozinha, de um lado para o outro. O bom é poder conhecer vários lugares diferentes ao redor do mundo, culturas, pessoas.

– Você se adapta fácil à rotina de aviões e países diferentes?

– Não tem jeito, para onde nos mandam, precisamos nos adaptar. Mas após sair cedo de casa, a gente se acostuma a se virar sozinha.

– Sonhava com essa carreira?

– Desde nova gostava de aparecer, fazia foto em casa, tentava me enfiar nos desfiles em cidades próximas. Amava! Não foi imposto.

– Como está o coração?

– Namoro há mais de um ano o Junior Lopes, empresário. Me encanta a sua determinação, esforço. E isso combina comigo, sou assim também. Acho importante quando os dois querem ir para a frente juntos.

– Como se cuida?

– Sigo dieta rigorosa porque tenho tendência para engordar. Malho bastante, faço muay thai e boxe todos os dias. Aprendi a gostar de praticar exercícios, ter dieta saudável. E aí vira um costume.

– Qual seu sonho para depois de abandonar as passarelas?

– Queria criar uma marca de roupa ou virar stylist, continuar nesse meio. Você acaba desenvolvendo bastante sua visão trabalhando com isso. E quando a pessoa se interessa, aprende.

– Você acredita que toda a mulher pode ser fashion?

– Tem estilo para todo o mundo. Essa é a parte boa da moda.

Tags relacionadas: ilha-de-caras

Notícia publicada Sex, 21 abr 2017 as 13:04, por Luciana Marques.






Mais Notícias de ilha-de-caras