Assine

Por CARAS

EXCLUSIVO em CARAS: O bendito fruto de Malvino Salvador na Ilha de Caras

Em sua estádia, o ator falou sobre família e sua carreira

O ator Malvino Salvador nem precisa sair de casa para se ver cercado de mulheres. Casado com a lutadora Kyra Gracie, ele é pai de Sofia, de sua relação anterior, e das pequenas Ayra Kyara“Sou um pai que gosta de participar. Estou sempre junto. É muito gostoso ensinar, explicar as coisas. A educação dos pais é essencial na formação do caráter. A escola dá o suporte”, defende o ator, enquanto conhece a Ilha de CARAS.

Como não bastasse a mulherada em casa, no ar como o coronel Brandão da novela das 6, Orgulho e Paixão, Malvino teve que mergulhar ainda mais no universo feminino. A trama é inspirada na obra da escritora inglesa Jane Austen (1775–1817), considerada por muitos uma feminista disfarçada, e se passa no início do século XX, no fictício Vale do Café. “Não conhecia o universo dela, é muito interessante. Tive estudo de etiqueta e até de prosódia porque puxo um sotaque paulistano”, explicou ele, que nasceu em Manaus, no Amazonas.

– Como conheceu a Kyra?

– Fomos apresentados por um amigo em comum e logo percebemos que éramos parecidos. É só felicidade. Ela é muito parceira, a deixo livre, confiamos muito um no outro. Ela só veio acrescentar à minha vida. Estamos indo bem.

– Suas filhas se parecem com o pai ou a mãe?

– A Sofia tem muitos traços parecidos comigo e a Kyara é a minha cara. Não tem nada da mãe, só nasceu ali. Já a Ayra é mais parecida com a Kyra.

– Ainda tem vontade de ter um menino?

– A fábrica fechou. Por enquanto! Está para balanço e não sei por quanto tempo. Tenho vontade, sim, de ter um menino. Mas mais para a frente. Agora não. Dá muito trabalho, melhor segurar um pouco. Porque da mesma forma que dá felicidade, dá trabalho. É bom, mas dá trabalho.

– Você participa e ajuda em todos os momentos?

– Dou banho, e participo de todas as brincadeiras e também dos afazeres em casa. Ser pai é estar presente, acompanhando, mostrando o que está errado e precisa ser corrigido. E tudo o que faço é pensando nas minhas filhas. Só depois delas descobri o amor incondicional. Isso muda a gente para sempre. Você deixa de ser egoísta.

– Você é craque no jiu-jítsu e Kyra, pentacampeã mundial. Quem dita as regras no tatame?

– Ela é faixa preta, cinco vezes campeã mundial... Eu tenho que bater, não tem jeito. A verdade é que Kyra é uma mulher centrada, calma, segura. Não tem estresse lá em casa e é muito bom viver com uma pessoa que está com paz de espírito, o tempo inteiro bem.

– Não têm dificuldades?

– Não vou dizer que não existam momentos difíceis, mas a gente não pensa no problema em si, foca na solução. Entre nós, não existe estresse. Isso faz com que a gente continue, atravessando mais um obstáculo.

– Tem tido tempo para praticar os esportes que gosta?

– Tenho feito musculação leve, boxe e jiu-jítsu. Tenho 42 anos, mas meu espírito é de 18. Pelo fato de ter feito muito esporte, tenho muita disposição. A verdade é que me sinto novo. (risos)

– E alimentação?

– Sempre tive uma alimentação boa. Houve um momento, quando era moleque, em Manaus, em que comia aqueles sanduíches na noitada, dava uma extrapolada. Mas, depois, fiz uma reeducação alimentar e, de lá para cá, tenho me alimentado bem. A diferença é que não deixo de aproveitar quando saio para jantar. Em casa, tudo é orgânico, saudável, equilibramos muito bem as coisas. Não tomo mais leite de vaca, não compramos mais queijo. Como carne, mas não todos os dias.

– Além da novela, tem outros projetos profissionais?

– Entrei como investidor em uma academia da Kyra, na Barra, Rio. Ela quis resgatar alguns valores e ensinamentos das primeiras academias Gracie, com turmas exclusivas para mulheres. E também está desenvolvendo uma metodologia específica para crianças a partir de 3 anos. Também estou repaginando o meu restaurante em São Paulo, o Barê. E ainda vou lançar um novo rótulo da minha marca de cerveja, a Irada.  E ainda tem o espetáculo... A peça Boca de Ouro está engrenada, estamos encenando em diversos estados.  Primeira vez na Ilha de CARAS...  Adoro essa região de Angra dos Reis. Sou de Manaus, amo a natureza. E aqui ainda tem esse mar, que é lindo demais. Só tenho a agradecer, de verdade.

Tags relacionadas: ILHA-DE-CARAS

Notícia publicada Ter, 24 abr 2018 as 16:04, por CARAS.