Arquiteta ensina como colorir cada cômodo corretamente

Assine

Por Bruna Nastas

Arquiteta ensina como colorir cada cômodo corretamente

A especialista lista as cores ideais para otimizar o espaço; confira

Colorir o ambiente está cada vez mais em alta na decoração e mais presentes nos projetos de arquitetos e designers de interiores. Porém, é importante levar em consideração o local e também a composição do ambiente.

"Cada uma das cores possui uma interação com os sentimentos humanos e, por isso, algumas são mais indicadas para quartos, outras para sala de estar e assim por diante", explica a arquiteta Cyntia Sabat. Ela diz que existem espaços que pedem uma cor mais cara, para criar uma sensação de amplitude. "Por outro lado, em ambientes em que queremos provocar um sentimento de interação, optamos por cores mais quentes. Tudo depende, principalmente, da funcionalidade do espaço”, diz.

Abaixo, a especialista lista algumas regras que podem ajudar a escolher a cor ideal. Confira!

- Hall de entrada: "O hall é o espaço que recepciona um visitante e, em geral, duas propostas são usadas nesse espaço: uma com cores mais sutis, para dar um tom acolhedor (como branco e gelo), e outra com cores mais vibrantes, como amarelo ou pêssego. Esta segunda proposta de decoração deve estar em harmonia com os ambientes que se comunicam com o hall. Não faz sentido usar uma corte forte na entrada se o próximo ambiente for frio”, explica.

- Living: Segundo Cyntia, esse é um dos ambientes em que as pessoas mais comungam. "Devido a esse fator, cores claras, mas vibrantes, que estimulam a interação social devem predominar neste espaço. Amarelo, champagne e areia são as mais indicadas/usadas. Caso seja um ambiente muito claro, é possível ainda destacar as cores na decoração, seja na marcenaria ou em itens decorativos”

- Quarto: Esse é um local que as pessoas devem se sentir relaxadas e seguras. "Há duas opções bem comuns para esse espaço: paredes com cores frias/neutras e um pouco mais escuras, com itens decorativos (incluindo a roupa de cama) em tons claros e pasteis. Se a ideia for trabalhar com paredes claras, pode-se ousar um pouco mais na decoração: almofadas vermelhas e objetos em tons de laranja são uma das opções"

- Cozinha: Priorize sempre a limpeza, o branco é sempre o mais usual. "No entanto, cada pessoa reage de forma diferente em contato com determinada tonalidade. Por isso, a dica é: escolha cores que lhe agradam".

- Banheiro: O branco cria uma sensação de higiene ao local. "As boas opções são: verde-claro, verde-escuro, amarelo, creme, areia e terracota".

Além disso, a arquiteta diz que cores escuras, como o preto e o grafite deixam o ambientem menor. "Pois passam uma sensação de redução de espaço. Além de não contribuírem para a iluminação". Já a cor branco e os tons claros podem ser usados em qualquer cômodo. "É uma cor neutra que raramente influenciam negativamente uma pessoa", conclui.

Tags relacionadas: decoracao

Notícia publicada Qui, 16 fev 2017 as 12:02, por Bruna Nastas.






Mais Notícias de decoracao