Eterna beleza de Dani Braga em New York

Assine

Por por Marcelo Bartolomei

Eterna beleza de Dani Braga em New York

No Castelo de CARAS, top exalta alegria

Em apenas seis anos de carreira, a paulista Dani Braga (24) já é uma das tops mais bem-sucedidas do mundo fashion. Há cinco, ela mora em New York, de onde, nos poucos momentos em que está na metrópole, capitaneia sua vida. Solteira há um ano, ela mantém seu foco no trabalho com uma beleza que encanta nas capas de revistas mundo afora e em campanhas de poderosas grifes. Dani, que trabalhava como caixa de uma farmácia na região metropolitana de SP até ser descoberta para o mundo, tem os pés no chão. Em visita ao Castelo de CARAS, em Tarry town, a cerca de 40 minutos da Big Apple, ela conta seus segredos de beleza e como anda sua atribulada rotina ao redor do mundo.

Você está cada dia mais bela. Qual o seu segredo?
Primeiro, independentemente se está calor ou frio, é hidratar a pele. Por isso, quando estou sem maquiagem, mesmo que fique com olheira, a pele está ok. Água de coco é outra coisa incrível. Aqui nos EUA é mais difícil de conseguir. É um hidratante natural, que vem de dentro para fora. Gosto muito de maquiagem, de estar maquiada. Acho lindo ter cílios grandes e volumosos. Uso uma máscara de cílios poderosa – parecem cílios postiços. Mas não uso muita maquiagem no dia a dia. Já trabalho com isso, tenho que sempre estar maquiada, então meu tempo livre fico sem. Duas coisas que sou viciada: unhas, eu mesma faço, pinto, uso cores, adoro! E também em sapatos. Se eu gosto, tenho que comprar. São as duas únicas coisas que faço questão de ter e comprar pessoalmente.

E a vida de top, continua sendo sua maior paixão?
Estou trabalhando bastante, principalmente nos últimos anos, quase não consigo tirar férias. Estou fazendo vários trabalhos importantes e bons. Estou bem feliz. Como vivo viajando, o Brasil acaba sendo o lugar que mais quero e desejo visitar. Quando estou trabalhando, conheço vários lugares maravilhosos, praias fantásticas. Mas quando tenho um tempo, gosto de ficar com minha família. Não imaginava que seria assim, com tantas oportunidades. Mas continuo sempre me lembrando do meu passado e com muito orgulho, todos os dias.

O passado humilde lhe ajuda a manter o foco?
Sempre fui muito focada na vida, mas, também sou uma menina sonhadora! Sempre fui muito independente e fiz tudo o que eu queria. Já curti a vida, fui para balada e tive a chance de ver minha vida mudar. Quero fazer tudo certo, sempre, porque a oportunidade é uma só! No início, o dinheiro que eu tinha deu para me manter por um tempo. Mas também não tinha dívidas, nada. Sabia que não podia contar com minha família. E que precisava agradar aos clientes, estar pronta na agência para qualquer trabalho. O bom é que no início já fui convocada para trabalhar em NY. E aqui estou!

Tem ídolos na moda?
Tenho vários ídolos. Duas pessoas que admiro muito: Ricardo Tisci, porque fui exclusiva da Givenchy por muito tempo. Ele é incrível. Admiro ele pelo que ele é, não pelo status que ele tem. É um amigo de verdade, tenho muito carinho por ele. Outra é a Joan Smalls, a top porto-riquenha, de quem sou grande fã! Falei com ela no primeiro trabalho que fiz para a Givenchy. Minha primeira vez em Paris, eu não falava nada em outra língua. Ela chegou, se apresentou e foi muito querida. Não tinha noção de quem ela era. Foi super-humilde e querida comigo, dizendo que falava espanhol. Dois dias depois, vi uma reportagem que ela fez como a número 1 do mundo. Fiquei pasma porque ela foi maravilhosa e simples ao chegar e conversar comigo sem me conhecer. Se ela fosse arrogante ou qualquer outra coisa, não estaria onde está. Me espelhei nela para seguir em minha carreira.

Que lugar do mundo você, que já conheceu tantas cidades, pode dizer que gosta mais?
Paris é uma cidade que amo muito. Gosto muito de ler, sempre lia muito as histórias do Sidney Sheldom e vi que a cidade é 10 vezes melhor do que eu imaginava. Tomei um choque e até hoje é uma das minhas cidades favoritas.

Como andam os trabalhos?
Hoje não faço mais fashion week, mas é por opção minha. Adoro desfilar, mas o que vem antes, casting, provar roupa, correria, no dia do desfile estar lá 4 horas antes, cabelo e maquiagem... Ufa! Tudo é muito cansativo! Os dois anos que fiz foi em Paris, para a Givenchy. Depois, fiz Balmain, algo superexclusivo. E parei de fazer fashion week. Em NY, fui para a BCBG e a Hermés. Então, tenho feito coisas assim, não semana de moda inteira. A gente acaba comendo muita besteira, é muita correria... Gosto muito de fazer campanhas e high fashion porque a gente muda muito, cada hora você se transforma em alguma personagem. Não me importo em mudar. Sou modelo e sempre entro no pensamento do diretor artístico para transmitir o que ele quiser.

Tags relacionadas: castelo-de-caras

Notícia publicada Dom, 23 Out 2016 as 09:10, por por Marcelo Bartolomei.






Mais Notícias de castelo-de-caras