Barbara Berger celebra êxitos: "Sou grata"

Assine

Por por Ana Ligia Sampaio

Barbara Berger celebra êxitos: "Sou grata"

Ideais de gratidão e lifestyle

Um grande sonho que a top Barbara Berger (31) espera concretizar em breve tem a ver com crianças – mas engana-se quem logo pensa em maternidade. Apesar de se confessar totalmente apaixonada pelo publicitário André Perri (42), com quem namora há seis meses, e também adorar a ideia de ser mãe, a beldade paranaense está mesmo ansiosa para cuidar do bem-estar dos filhos dos outros. “Há mais ou menos um ano comecei a fazer um curso sobre lifestyle e alimentação saudável e minha grande vontade é um dia poder colocar em prática tudo o que aprendi, principalmente com as crianças. Não tem nada mais maravilhoso do que poder ensiná-las a plantar, cuidar, colher e depois consumir o alimento”, diz. “Ainda vou ter um espaço para fazer tudo isso.”.

Quem conhece a loira garante que o projeto tem tudo para dar certo, já que persistência e profissionalismo são duas qualidades de Babi. Nascida em Ponta Grossa, a top foi descoberta aos 15 anos, mas só mergulhou realmente na carreira aos 18, após terminar o ensino médio e se mudar para São Paulo. No Castelo de CARAS, a 40 minutos de Manhattan, onde hoje vive, Babi faz um balanço de sua bem-sucedida trajetória.

São quantos anos de carreira no mundo da moda?
Acho que 12, 13... Ah, já passei dos 10! Tive muita sorte em ter pessoas bacanas do meu lado desde o início. Quando você começa é intenso, muitas mudanças acontecem, é complicado. Uma vez, viajei de Nova York a Buenos Aires, de lá para Bucareste e depois direto para São Francisco, tudo em uns dois ou três dias. Eu chorava de exaustão. Nessas horas você percebe como é importante ter alguém que te dê suporte.

Vida de modelo é corrida...
Sim, e acho que é preciso aproveitar as oportunidades porque, querendo ou não, a carreira de modelo é curta. Se desperdiçar os contatos que faz, os lugares que visita, você não vai para frente. Se eu não tivesse seguido essa profissão, talvez não tivesse saído de Ponta Grossa. Sou grata por tudo o que conquistei.

Como lidou com o “não” no início da carreira?
Persistência é fundamental sempre. A própria Gisele diz que levou vários nãos. O problema é que nosso trabalho é o nosso corpo, então é difícil separar o “não para a Barbara modelo” e o “não para a Barbara pessoa”. Até hoje tenho problema com isso, e acho que agora é pior, porque fiz amizade com tanta gente. Aí penso: “Por que ele não me chamou?”. Mas amizade é uma coisa e trabalho é outra, tem de saber separar.

Você tem alguma dica de beleza infalível para ensinar?
Não sei me maquiar bem, mas sempre tenho corretivo, rímel, curvex e batom vermelho na bolsa. Quando acordo meus olhos ficam inchados — parece que quanto mais eu durmo, pior fica! Então, antes de deitar, faço dois saquinhos de chá, deixo na geladeira e, de manhã, coloco sobre os olhos para aliviar um pouco.

Tem cozinhado mais após o seu curso de health coach?
Sempre amei cozinhar, a diferença é que agora presto mais atenção aos alimentos e estou descobrindo o que me faz bem. Cortei carne vermelha, por exemplo, porque sou ansiosa e a carne me deixava ainda mais agitada.

E o seu presente de Natal?
Já me dei, só estou esperando ele chegar: férias em São Miguel dos Milagres. Quero tomar sol, curtir a praia, relaxar. Presentão!

Tags relacionadas: Barbara Berger | castelo-de-caras

Notícia publicada Qui, 1 dez 2016 as 07:12, por por Ana Ligia Sampaio.






Mais Notícias de castelo-de-caras