Assine

Por Kellen Rodrigues

Claudio Lins estreia musical da Bossa Nova e lembra encontro com Tom Jobim: "Eu tremia mesmo"

Após participar do 'Popstar', ele volta aos palcos com 'Garota de Ipanema, o musical da Bossa Nova', em São Paulo

Após chegar à final do programa Popstar, da Globo, Claudio Lins está de volta aos palcos com o espetáculo Garota de Ipanema, o musical da Bossa Nova. O musical-show, que estreia nesta sexta-feira, 22, no Teatro Opus, em São Paulo, conta a história e curiosidades sobre o gênero musical que tornou a música brasileira mundialmente conhecida.

"A bossa nova está na minha vida desde sempre. Quando você começa aprender a tocar piano, Tom Jobim é essencial. Muitas das coisas que estou cantando aqui já faziam parte do meu universo musical", conta Claudio, que teve a oportunidade de conhecer o ídolo na adolescência. "Eu devia ter uns 16 anos e tinha uma banda com o Daniel Jobim, neto dele. Um dia a gente saiu do ensaio e ele falou que seu avô estava almoçando ali do lado. Fomos lá, eu tremia, tremia mesmo", conta aos risos. "Em cinco minutos percebi que ele era um avô como qualquer outro, cheio de histórias para contar. Acabei convivendo um pouquinho com ele, tenho essa lembrança muito significativa da minha adolescência", lembra.

No espetáculo, dirigido por Sergio Módena e Delia Fischer, ele divide cena com Myra Ruiz e Fabi Bang (estrelas de Wicked), além de Marcelo Varzea, Nicola Lama, Andrea Marquee, Ariane Souza, Eduarda Fadini, Jhafiny Lima e Tadeu Freitas

+ Fabi Bang celebra 11 anos de carreira e estreia musical em São Paulo

Popstar

Além de Garota de Ipanema - que fica em cartaz até dezembro -, Claudio retorna à estrada em outubro com sua agenda de shows, frutos de sua participação no programa da Globo. "Estava meio parado e o Popstar está me trazendo uma demanda de shows", festeja. "Foi uma montanha russa de emoções. Tive uma trajetória no programa nem sempre muito segura, passei por alguns percalços e ter chegado até o último dia foi incrível. Fiquei muito feliz de poder cantar música brasileira para milhões de pessoas. Poder trazer à tona alguns clássicos foi um privilégio", avalia.

O nervosismo em ser julgado, para ele, era o maior desafio do reality. "Saber que você vai ser avaliado não só pelos especialistas, mas pelo público, que é quem paga as contas (risos) é dar a cara a tapa. Porque em shows vai quem gosta de você, quem não gosta não vai te assistir. Mas na TV você está ali para todos", explica.

O filho de Lucinha e Ivan Lins disputou a grande final com Eduardo Sterblitch, Mariana Rios, Sabrina Parlatore, André FrateschiLucio Mauro Filho (seu amigo de infância) e ficou em segundo lugar. "O André foi o campeão merecidamente, ele teve uma trajetória mais consistente. Mas a gente estava se sentindo tão feliz por chegar à final, isso não tem preço".

A agenda do ator, cantor e compositor segue agitada: em novembro estreia no Rio de Janeiro o musical sobre sobre o piloto Ayrton Senna escrito por ele em parceria com Cristiano Gualda, com quem também assina as canções originais. "Esse ano também estreia um filme que eu fiz, chamado Festa da Firma, e em janeiro tem a segunda temporada da série Natália no Canal Universal. Para o ano que vem também tenho uma miniturnê do musical O Beijo no Asfalto, um projeto meu que vamos levar para o Nordeste e estamos tentanto trazer para São Paulo".

Garota de Ipanema, o musical da Bossa Nova:
Estreia: 22 de setembro
Local: Teatro Opus - Shopping Villa Lobos
Horário: Sexta-feira – 21h30 / Sábado – 21h / Domingo – 20h30

Tags relacionadas: Claudio Lins | CARAS-NO-TEATRO

Notícia publicada Sex, 22 set 2017 as 16:09, por Kellen Rodrigues.




Mais Notícias de fashion