Saiba como se preparar corretamente para uma maratona

Assine

Por Bruna Nastas

Saiba como se preparar corretamente para uma maratona

A nutricionista e o preparador físico ensinam como correr de maneira saudável

Para começar a correr uma maratona, independente se ser uma prova simples, de 5km, ou 10km, é importante se preparar corretamente.

O preparador físico do 'BioMais', Marcos Vinicius Lima de Oliveira explica que a modalidade não é feita para corredores iniciantes. "Um corredor amador que deseja se preparar para realizar esse tipo de prova, pode levar de seis meses a um ano para alcançar o condicionamento mínimo seguro. Levando em conta esse tempo de preparo, deve-se escolher com bastante antecedência a prova".

O profissional diz que antes de iniciar o treino, é importante consultar um médico para que ele possa "verificar se a saúde está boa o suficiente para a realização dos treinos". Além disso, um profissional de educação física também ajuda na realização de "uma avaliação física que verifique aspectos antropométricos, como: flexibilidade, composição corporal, força e avaliação postural, que irão auxiliar no ajuste de volume e intensidade de seus treinos".

Um tênis correto também é fundamental para corer uma maratona, para que imprevistos como bolhas e machucados não ocorram. "Outros aspectos importantes são as roupas, que devem ser as mais leves possíveis e de material que permita uma boa transpiração, devendo-se evitar roupas de algodão e acessórios que possam causar incômodos durante a corrida. Aumente gradativamente o volume de seus treinos, para que possa experienciar distâncias que se aproximem do volume total de uma maratona, e se possível, tente realizar treinos no mesmo trajeto da prova. Sempre se aqueça antes de realizar os mesmos, e se mantenha sempre bem hidratado", conclui Marcos.

Alimentação

O cuidado com a alimentação é item muito importante para os atletas. A preparação para os maratonistas começa muito antes da prova.

A nutricionista do 'BioMais', Ronimara Santos afirma que os maratonistas estão sujeitos a muitas intercorrências durantes as provas, como "desidratação, hipoglicemia (que ocorre quando as taxas de açúcar no sangue caem abaixo do normal) com quadros de vômito, tontura e mal-estar e problemas gastrointestinais. Por isso, a alimentação adequada visa proteger o atleta de qualquer evento que atrapalhe seu rendimento na corrida".

Uma semana antes da prova, o ideal é o atleta "entrar em um ritmo cauteloso, onde recomenda-se o consumo de alimentos ricos em carboidratos e carnes magras e a exclusão de bebidas alcoólicas e alimentos industrializados como fast-foods. Nesse período, nenhum alimento diferente do que ele consome habitualmente é recomendado, para evitar qualquer episódio que comprometa o rendimento do atleta". No dia anterior à prova, outros cuidados são fundamentais como "a hidratação reforçada e estratégias de retenção hídrica".

Segundo a especialista, eles "são interessantes, principalmente em dias mais quentes. No dia da corrida, o atleta precisa fazer uma refeição sólida antes da competição, hidratar-se e programar quais alimentos vai levar na corrida. Nesse momento, suplementos como cápsulas de sal, géis e repositores ajudam muito, mas sempre é possível substituí-los por alimentos como azeitonas, paçoca e água de coco, por exemplo. O cuidado continua durante os dois dias que sucedem a prova. Nesse momento, observar a cor da urina é fundamental para retomar a hidratação do corpo nas condições adequadas".

Tags relacionadas: bem-estar

Notícia publicada Sex, 11 ago 2017 as 09:08, por Bruna Nastas.






Mais Notícias de bem-estar