Intolerância à lactose atinge 35% dos brasileiros; veja como se livrar dela e viva sem desconfortos gastrointestinais

Assine

Por CARAS DIGITAL (Publieditorial)

Intolerância à lactose atinge 35% dos brasileiros; veja como se livrar dela e viva sem desconfortos gastrointestinais

Conheça Perlatte, suplemento alimentar que ajuda a eliminar os desconfortos e dores de quem tem intolerância à lactose sem que você precise cortar o leite e seus derivados da dieta

A intolerância à lactose é um distúrbio digestivo muito comum entre os brasileiros, como comprova recente pesquisa feita pelo Instituto Datafolha. - 35% da população com idade acima de 16 anos (cerca de 53 milhões de pessoas) relatam algum tipo de desconforto digestivo após o consumo de derivados do leite.

A pesquisa mostra ainda que entre as pessoas que confirmaram sentir algum tipo de desconforto gastrointestinal, 88,2%, jamais receberam um diagnóstico médico adequado. Apenas 4% dos entrevistados relatam terem ido procurar ajuda médica e, dentre esses, 1% foram diagnosticados com Intolerância à lactose (o que corresponde a 1,5 milhão de pessoas). As mulheres apresentam maior incidência da doença (59% dos casos). A intolerância à lactose afeta o bem-estar e a saúde de muitas pessoas e, como elas não recebem nenhum tipo de suplementação ou têm indicação de como proceder corretamente para minimizar o desconforto, sofrem muito com este distúrbio.

Mas este problema de saúde não é apenas nacional. Estima-se que entre 60% a 70% da população mundial apresenta algum nível de dificuldade de digestão ou debilidade da enzima lactase. A intolerância à lactose é uma condição caracterizada pela dificuldade ou incapacidade do indivíduo de digerir (quebrar) a lactose, o principal açúcar do leite. Sintomas como náuseas, inchaço, dor abdominal e diarreia podem ocorrer após o consumo de alimentos que a contêm (leite e derivados). Essa deficiência, chamada de hipolactasia, se origina da não-produção (fator genético) ou da geração insuficiente (fator idade) da enzima, ou ainda pela produção de algumas defeituosas em virtude de outras doenças que a pessoa possa vir a ter como a síndrome do intestino Irritado, supercrescimento bacteriano, doença de Chron e celíaca.

O estudo também aponta que, ao sentir qualquer problema ou dor gastrointestinal, o hábito mais comum para 34% das pessoas é deixar de consumir determinado tipo de alimento, quando o identifica ou acredita que ele seja o responsável pelo problema. Este é o caso do leite, apontado como o vilão por 16% dos entrevistados, seguido por bolos e doces, com 13%, chocolate, 11%, e queijos, 11%. Todavia, seguir uma dieta restritiva não é a melhor opção na maioria dos casos - o leite é a maior fonte de cálcio para o organismo. Sua ausência pode causar a diminuição da densidade óssea e maior risco de desenvolvimento de osteoporose. A restrição do leite também pode determinar a ingestão insuficiente de outros importantes nutrientes como vitaminas A e D, riboflavina e fósforo.

Por isso, uma das melhores alternativas para a solução deste desconforto, sem ter que abandonar o leite e seus derivados do cardápio, é o consumo de Perlatte, da Eurofarma. Ele é um suplemento alimentar à base de enzima lactase voltado para o combate aos desconfortos gastrointestinais. O Perlatte é uma enzima lactase nacional com estudo clínico comprovado de eficácia e com aprovação da ANVISA que age na quebra da lactose, permitindo a digestão da substância e, portanto, o não aparecimento dos sintomas da intolerância.

Além deste benefício, o Perlatte vem em formato de comprimido, pronto para o uso direto (sem necessidade de ser diluído em água, dissolvido ou misturado no preparo dos alimentos). Saiba mais em: http://www.eurofarma.com.br/artigo/diferenca-ma-absorcao-intolerancia-alergia-lactose/

#PodeTerLeite

#Perlatte
 

Tags relacionadas: Intolerância alimentar | bem-estar

Notícia publicada Ter, 18 jul 2017 as 10:07, por CARAS DIGITAL.