Meningite: o que você sabe sobre essa doença?

Assine

Por CARAS Digital (Publieditorial)

Meningite: o que você sabe sobre essa doença?

Saiba mais sobre a meningite bacteriana

A Doença Meningocócica Invasiva (DMI) é uma enfermidade muito perigosa e que pode ter consequências graves em um curto período de tempo. Só no Brasil, foram 1.083 casos notificados em 2016. Um número que, por si só, já justifica um alto grau de atenção. A DMI geralmente se manifesta sob a forma de meningite, que é uma infecção das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Apesar de reconhecida pelos pais como um risco à saúde dos filhos, é grande o desconhecimento em relação aos diferentes sorogrupos da meningite e às sequelas que a doença pode causar*.

A DMI é causada pela bactéria Neisseriameningitidis. Sua transmissão se dá pelo contato com gotículas respiratórias por meio da tosse, beijo ou ao compartilhar objetos contaminados, como copos ou talheres. Qualquer faixa etária pode ser atingida pela doença, porém as ocorrências são mais comuns em crianças de até cinco anos

Vacinação

A bactéria Neisseriameningitidis possui 12 sorogrupos diferentes, dos quais cinco são responsáveis por quase todos os casos de Meningite no Brasil: A, B, C, Y e W. Destes, apenas o tipo C possui vacinação gratuita disponível nos postos de saúde, para crianças de 3 meses a 4 anos de idade e adolescentes entre de 12 a 13 anos. Consulte seu médico sobre demais opções de imunização.

Sintomas

No princípio, a meningite se manifesta com sintomas muito similares ao de um resfriado e outras doenças virais comuns, tais como febre, irritabilidade, dor de cabeça, perda de apetite, náusea e vômito. Em seguida, o paciente pode apresentar manchas arroxeadas na pele, rigidez na nuca e sensibilidade à luz. Após 15 horas, o quadro pode evoluir para confusão mental, convulsão, sepse e choque, podendo atingir a falência múltipla de órgãos e risco de óbito. Por isso, ao surgimento dos primeiros sintomas, não hesite em procurar por atendimento médico.  

 

Fontes de Pesquisa

1. CASTIÑEIRAS, TMPP. et al. Doença meningocócica. In: CENTRO DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE PARA VIAJANTES
2. Pesquisa realizada na base de dados DATASUS, utilizando os limites "UF NOTIFICAÇÃO" para Linha, "FAIXA ETÁRIA" para Coluna, "CASOS CONFIRMADOS" para Conteúdo, "2016" para Períodos Disponíveis, "MM", "MCC" e "MM+MCC" para Etiologia, “Selecionar Sorogrupo desejado” para Sorogrupo e "TODAS AS CATEGORIAS" para os demais itens. Dados enviados pelo Ministério da Saúde através do Sistema de Informação ao Cidadão em 23 fev. 2017.
3. WORLD HEALTH ORGANIZATION. Meningococcal Meningitis Factsheet N°141. 2012. 
4. PORTAL SAÚDE. Meningite: Descrição da doença
5. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Informe Técnico - Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente
6. BRASIL. Ministério da Saúde. Vacinas para adolescentes
7. THOMPSON MJ, et al. Clinical recognition of meningococcal disease in children and adolescents. Lancet. 2006;367(9508):397-403.

*Informações internas - Dados fornecidos pela GSK Global.

BR/VAC/0200/17b – Agosto 2017
 

 

Tags relacionadas: bem-estar

Notícia publicada Seg, 8 ago 2016 as 10:08, por CARAS Digital.






Mais Notícias de bem-estar