Cinco dicas para fixar o aroma na pele e fazer o perfume durar mais

Assine

Por Luiza Camargo

Cinco dicas para fixar o aroma na pele e fazer o perfume durar mais

Experts dão dicas para o cheiro de fragrâncias, perfumes e desodorantes tenham uma durabilidade maior na pele e fiquem mais harmoniosos

1)      Não leve no impulso e experimente antes da compra!
A terapeuta floral Marcia Rissato alerta que nem sempre o cheirinho que sentimos pelo papel de prova da loja ou em outra pessoa é o mesmo que irá se fixar na nossa pele: “Além de cheirar, experimente na pele os aromas preferidos. Lembre-se de que durante o dia ele se modifica. A primeira borrifada são as notas de saída que duram nos primeiros 20 minutos. Só depois de algumas horas é que o aroma correto se apresenta. Outro motivo que altera o odor são os hábitos do dia a dia, como a ingestão de alimentos ricos em temperos, álcool e fumo", explica a expert..

2)      O mito de cheirar café!

"O hábito de cheirar grãos de café para 'limpar o nariz' depois de sentir diferentes aromas pode atrapalhar em vez de ajudar. Recomendo cheirar a própria pele que ainda não foi perfumada ou a própria roupa para neutralizar", afirma Márcia.

3)      Não existe fixador!
Nathalia Carravetta, especialista em desenvolvimento de aromas da L’eponge, explica que a durabilidade de um aroma está relacionada à concentração de notas de fundo que, diferentes das notas de saída, demoram mais a evaporar. “As notas orientais ou amadeiradas costumam durar mais”. Nathalia também ensina a ficar de olho no nome de cada produto:“Palavras como intense sugerem que a fragrância é mais forte e tende a durar mais. Já palavras como fresh indicam fragrâncias mais refrescantes que evaporam rapidamente”.

4)      Pele hidratada ajuda na durabilidade do aroma!
"O hidratante ajuda a formar uma camada de proteção na pele que impede a perda de água e segura o aroma por mais tempo no corpo. Mas, é importante que os cheiros do hidratante e do perfume, por exemplo, não se misturem. Uma alternativa é usar produtos da mesma linha, que concentram as mesmas essências e não causam conflito”, sugere a especialista.

5)      Aplique nos lugares certos!
Nathalia explica que não existe uma regra, mas o hábito de passar – sem esfregar – em regiões onde há maior circulação sanguínea dá certo, como atrás das orelhas, nos punhos e áreas de dobras, na junção do antebraço: “O método da bruma (de espirrar a fragrância no ar e entrar na nuvem) funciona mais para os ambientes. Não fixa o cheirinho na pele. Espirrar sobre relógio e outros acessórios (de metal, couro etc) também pode interferir no aroma”, conclui.

 

Tags relacionadas: Perfumes | Beleza - Tendências | beleza

Notícia publicada Sex, 17 mar 2017 as 16:03, por Luiza Camargo.






Mais Notícias de beleza